adiamento

Voo que sairia de Recife para buscar vacinas da Covid-19 na Índia é adiado novamente

"Daqui a dois, três dias, no máximo, nosso avião vai partir", disse Bolsonaro

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 15/01/2021 às 18:49
NOTÍCIA
Divulgação/Ministério da Saúde
FOTO: Divulgação/Ministério da Saúde
Leitura:

O voo programado para sair da cidade do Recife, em Pernambuco, com direção a Mumbai, na Índia, foi adiado novamente. A aeronave deveria decolar da capital pernambucana às 23h desta sexta-feira (15), depois do primeiro adiamento da viagem, que seria realizada inicialmente na quinta-feira (14).

Adiado voo de aeronave que vai sair de Pernambuco para buscar 2 milhões de vacinas da Covid-19

Em comunicado, o Itamaraty informou que o governo indiano mostrou "boa vontade" em liberar a carga, mas apontou "dificuldades logísticas", já que a solicitação do Brasil ocorre no momento em que o país começa a sua campanha de vacinação.

A aeronave da companhia aérea Azul deve trazer ao Brasil um carregamento com 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford. As doses estavam previstas no planejamento do Ministério da Saúde para início da vacinação conta a Covid-19 em todo o país na próxima semana.

Justificativa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em entrevista à TV Bandeirantes que existem "pressões políticas" na Índia. Segundo Bolsonaro, essas questões foram o motivo para atraso na partida do avião brasileiro.

"Foi tudo acertado para disponibilizar 2 milhões de doses. Só que hoje, neste exato momento, está começando a vacinação na Índia. É um país com 1,3 bilhão de habitantes. Então, resolveu-se — aí não foi decisão nossa — atrasar um ou dois dias, até que o povo comece a ser vacinado lá. Lá também tem as pressões políticas de um lado e de outro. Isso daí, no meu entender, daqui a dois, três dias, no máximo, nosso avião vai partir e vai trazer esses 2 milhões de vacinas para cá", declarou Bolsonaro.

Mais Lidas