Consultorio

Como praticar o autocuidado? Especialista dá dicas

Prevenção à saúde é um dos conceitos abordados

Samara Pontes
Samara Pontes
Publicado em 27/01/2021 às 11:26
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

Encerrando a série de entrevistas sobre o Janeiro Branco, nessa terça-feira (26), o Consultório da Rádio Jornal Garanhuns falou sobre a importância da prevenção, promoção em saúde mental e o autocuidado. O programa contou com a participação da psicóloga clínica, mestre em Psicologia e Saúde Mental, Elielma Paes.

Para compreender a definição de autocuidado é primordial abordar o conceito da prevenção em saúde: “Este conceito não surgiu agora, mas está sendo mais enfatizado atualmente, especialmente pelo SUS. Nós tínhamos uma cultura voltada para a questão da doença e até hoje vemos a prevenção como algo a evitar um problema do tipo. [...] e quando a gente fala em saúde mental não estamos só querendo evitar uma patologia, hoje se promove mais comportamentos e situações que resultem em qualidade de vida e longevidade. Ter saúde não significa só ausência de doença”, enfatizou a psicóloga.

Com relação aos serviços promovidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), Paes explica que a psicologia hoje está envolvida em diversos serviços. “Na Unidade Básica de Saúde, por exemplo, não terá um psicólogo disponível lá para a população, mas nós temos o Nasf que dá suporte à equipe de atenção básica. Então, os interessados podem se informar com os profissionais do postinho sobre este serviço. As clínicas-escolas [disponíveis nas Universidades], também oferecem um trabalho excelente para quem não tem como pagar pelo acompanhamento”, pontuou.

A psicóloga ressaltou que os caminhos para desenvolver o autocuidado precisam partir de nós mesmos. “Não adianta colocar essa responsabilidade no outro, já que só a gente sabe o que sente e o que quer de fato”, disse. Ao final da entrevista, ficou a reflexão sobre o que estamos fazendo pela nossa saúde mental: “Não precisamos de grandes realizações, basta pequenas atitudes diárias. Lembrando que ninguém vai poder fazer nada por você, nem mesmo o profissional vai te dar uma receita pronta é você quem deve procurar um sentido para essa mudança. Quando puder, reative seus sonhos que estão guardados, analise seus objetivos. Essa é uma forma de autocuidado bem eficiente”.

Como praticar o autocuidado? Confira a entrevista completa

Mais Lidas