Arqueológia

Tecidos roxos de 3 mil anos, citados na Bíblia, são achados em Israel

As fibras são de cerca de mil anos antes de nossa era, ou seja, da época do reinado de Davi e Salomão, segundo a Bíblia

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 31/01/2021 às 12:12
NOTÍCIA
Reprodução/Dafna Gazit/ Israeli Antiquities Authority/ AFP
FOTO: Reprodução/Dafna Gazit/ Israeli Antiquities Authority/ AFP
Leitura:

Foram encontradas, pela primeira vez, evidências de tecidos tingidos de roxo que datam da época do Rei Davi e do Rei Salomão, aproximadamente 1000 a.C e que reletem a riqueza dos habitantes da época. Os pedaços foram encontrados em escavações arqueológicas em Timna, no Sul de Israel. A pesquisa é liderada pelas Universidades de Tel Aviv e e Bar Ilan em conjunto com a Autoridade de Antiguidades de Israel (AIA).

Selo de 2.300 anos é encontrado em Israel

"É a primeira vez que tecidos tingidos de roxo e da Idade do Ferro são descobertos em Israel e no Levante" mediterrâneo, segundo o comunicado.

A datação por radiocarbono permite estabelecer que as fibras são de cerca de 1.000 anos antes de nossa era, da época do reinado de Davi e Salomão segundo a Bíblia, diz o texto. 

"Na Antiguidade, as vestimentas roxas eram associadas à nobreza, aos sacerdotes e, é claro, à realeza", explica Naama Sukenik, curadora da AIA.

Descoberta histórica

"A magnífica tonalidade violeta, o fato de não desbotar e a dificuldade de produção deste corante, que se encontra em diminutas quantidades nos corpos de pequenos moluscos" tornam o púrpura real uma cor de prestígio que "costumava ser mais cara que o ouro", destaca a pesquisadora.

Apenas conchas de moluscos e cerâmicas com manchas roxas haviam sido descobertas, o que indicava a existência da indústria de corante roxo. "Esta é a primeira vez que temos evidências diretas de tecidos tingidos e preservados por 3.000 anos", insiste Sukenik.

Para o professor Erez Ben-Yosef, do Departamento de Arqueologia da Universidade de Tel Aviv, esses achados permitem aprofundar o conhecimento sobre o reino de Edom, povoado por tribos nômades, no limite sul do reino de Israel.

"As novas descobertas reforçam nossa hipótese de que havia uma elite em Timna, mostrando que se tratava de uma sociedade estratificada", disse.

* Com informações do JC Online

Mais Lidas