Cárcere Privado

Vizinhos afirmam que pais de menino encontrado em barril pareciam gentis e reservados

Criança estava sendo mantida presa em um barril e amarrada

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 01/02/2021 às 12:27
NOTÍCIA
Divulgação/Polícia Militar de Campinas
FOTO: Divulgação/Polícia Militar de Campinas
Leitura:

Um menino de 11 anos foi resgatado de um cárcere privado na tarde desse sábado (30) pela Polícia Militar de Campinas, em São Paulo. A criança estava sendo mantida por um casal dentro de um barril, amarrada e com o tampo fechado por uma peça de mármore.

O portal UOL foi até o local onde a criança morava. Os vizinhos não quiseram se identificar, mas falaram sobre como viam a rotina da família. Uma das vizinhas disse que via pouco o homem de 31 anos, mas a companheira dele era muito conhecida no bairro e parecia gentil. "Na sexta-feira ela nos chamou para entregar café, bolo e alguns biscoitos. Ela sempre preparava comida para distribuir pelo bairro", contou ao UOL.

Apesar disso, a vizinha disse que nunca entrou na casa: "Nunca entrei lá, nem ninguém aqui no bairro podia passar do portão. A gente achava estranho, mas pensávamos que eles queriam discrição, algo assim".

Criança resgatada de cárcere privado chegou a se alimentar de fezes

O vizinhos passaram a desconfiar que alguma coisa estava acontecendo depois que viram um vulto em um buraco numa parede. "A gente sabia que a relação deles com a criança era meio tumultuada, eles reclamavam muito que o menino era hiperativo. Começamos a estranhar quando notamos que o menino não aparecia mais na rua para brincar, como sempre fazia", comentou uma outra vizinha.

*Com informações do portal UOL

Relembre o caso

Segundo um dos policiais, o menino foi encontrado em uma situação desoladora, e disse que chegou a comer fezes, porque não davam comida para ele. Também há relatos de que o homem jogava água sanitária e água fria para dar banho no menino.

Segundo a polícia, a criança não é filha biológica do casal. "O homem disse que uma mulher, usuária de drogas, e com quem ele teve relação, afirmava que o filho era dele. Essa usuária abandonou o menino com ele e a atual companheira", explicou o policial.

O menino foi levado para o hospital, com quadro de desidratação extrema. Ele foi alimentado e aguarda resultados de exames. A alta só vai acontecer quando ele estiver em um peso considerado ideal. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher de Campinas.

Mais Lidas