Energia elétrica

Agência propõe devolver R$ 50,1 bilhões aos consumidores na conta de luz

Reajustes nas tarifas pode ser feito em até cinco anos e vai gerar uma redução de quase 30% nas contas de todo o Brasil

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 10/02/2021 às 14:00
NOTÍCIA
Marcello Casal jr/Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal jr/Agência Brasil
Leitura:

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs na terça-feira (9), abrir consulta pública para discutir a devolução de R$ 50,1 bilhões aos consumidores. O dinheiro é referente aos impostos que foram cobrados acima do valor correto. A ideia é que o ressarcimento seja feito por meio do abatimento nos reajustes das tarifas em até cinco anos.

Senado aprova Medida Provisória que reduz conta de luz até 2025
Conta de luz terá cobrança extra no mês de fevereiro

O valor é referente à cobrança de PIS/Cofins pagos a mais pelos brasileiros nas contas de luz dos últimos anos. Após processos judiciais que duraram mais de dez anos, a Justiça entendeu que a cobrança era feita de forma irregular. Segundo o diretor da Aneel Efraim Cruz, essa devolução poderá gerar uma redução de quase 30% nas contas de luz de todo o Brasil.

O impacto, no entanto, será diferente para cada distribuidora de energia. A Agência informou ainda que cálculos da área técnica apontam que o dinheiro total para ser devolvido pode chegar a R$ 70 bilhões, já que não foi possível calcular o valor referente a 14 distribuidoras. 

Como opinar?

A proposta ainda precisa passar por consulta pública, que termina no dia 29 de março. Após esta data a Aneel vai tomar uma decisão. Os interessados em opinar sobre a forma de devolução podem enviar e-mail para cp005_2021@aneel.gov.br. O prazo começa nesta quinta-feira (11) e vai até 29 de março. 

Mais Lidas