policial

Cantor Belo é preso em operação da Delegacia de Combate às Drogas

Além dele, sócios de produtora e chefe do tráfico do Parque União também foram detidos.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 17/02/2021 às 15:04
NOTÍCIA
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Uma ação realizada pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, prendeu o cantor Belo nesta quarta-feira (17). O artista é investigado pelas autoridades após realizar um show no dia 13 de janeiro no Complexo da Maré, provocando aglomeração e contrariando as medidas de enfrentamento à Covid-19.

Além do cantor, também estão sob prisão preventiva os sócios da produtora, Célio Caetano e Henriques Marques, conhecido como Rick, e Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União.

O evento realizado não teria autorização da Secretaria Municipal de Saúde. Além da aglomeração, a produção do evento é investigada por invadir a Escola Municipal do Parque União, local que foi realizado o show.

Resposta do cantor

De acordo com as informações do G1, o cantor afirmou que fez o show seguindo todos os protocolos. "Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias", disse.

De acordo com a polícia, Belo deve ser interrogado junto com as demais pessoas da produção e deve ser esclarecido quem pagou o cachê.

Mais Lidas