menu

França registra o primeiro nascimento após transplante de útero

Doadora do órgão foi a avó materna do bebê.

Grávida de 33 anos não resistiu e morreu, bebê está na UTI
Déborah, de 36 anos, foi sido submetida a um transplante de útero um ano antes do nascimento da sua filha (Pixabay)

A França registrou o primeiro nascimento de um bebê nascido após um transplante de útero. O bebê, uma menina de 1,845 Kg, nasceu na sexta-feira (12) no hospital Suresnes, na região de Paris. O caso só foi divulgado nesta quarta-feira (17). A mãe, Déborah, de 36 anos, havia sido submetida a um transplante de útero em março de 2019, o primeiro no país.

Déborah nasceu sem útero, devido a síndrome de Rokitansky (MRKH), doença que afeta uma em cada 4.500 mulheres ao nascer. A doadora do útero foi a mãe dela, e agora avó materna, com 57 anos. A técnica é considerada promissora para pacientes que nascem sem o órgão, ou que o removeram. Além disso, representa uma alternativa experimental à barriga de aluguel, proibida na França.

A gravidez se desenvolveu logo na primeira tentativa. Segundo o hospital francês, a gestação ocorreu sem maiores complicações e a bebê nasceu em sete meses e meio. De acordo com o chefe do departamento de ginecologia-obstetrícia do hospital, a mãe e a criança estão bem.

A equipe responsável pelo procedimento recebeu autorização da Agência Nacional de Segurança do Medicamento e de Produtos de Saúde (ANSM) para realizar ensaios clínicos com outras dez doadoras vivas.

Casos em outros países

O primeiro nascimento após um transplante de útero aconteceu na Suécia, em 2014. O nascimento, que ocorreu um ano após o transplante, a doadora, viva, tinha 61 anos.

O Brasil se destaca nessa área de pesquisa pois teve o primeiro bebê do mundo nascido de útero de uma doadora morta. A mãe, de 32 anos na época, tinha a mesma doença da francesa. A bebê brasileira nasceu em 2018 no Hospital Universitário da USP, em São Paulo.

A mãe havia recebido o útero da doadora morta em 2016. Na época, Estados Unidos e Turquia haviam tentado a mesma experiência, sem sucesso.