Política

Daniel Silveira pede descupas e diz que se excedeu ao atacar o STF

Discurso virtual ocorreu durante a sessão que decide se o deputado vai continuar preso.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 19/02/2021 às 18:21
NOTÍCIA
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
FOTO: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Leitura:

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) fez um discurso por videoconferência nesta sexta-feira (19) durante a sessão na Câmara dos Deputados que vai decidir se ele continuará preso. No pronunciamento ele pediu desculpas pelos ataques e ofensas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que se excedeu e se arrependeu. 

"Assisti meu vídeo várias vezes. Eu não consegui compreender o momento da raiva que ali me encontrava e peço desculpas a todo o Brasil. Me excedi de fato na fala, num momento passional”, afirmou, em referência aos ataques contra o Supremo Tribunal Federal e os ministros da Corte publicados em um vídeo. “Precisei perceber, com calma e cautela, que as minhas palavras foram duras o suficiente até para mim mesmo”, declarou.

Segundo o parlamentar, “as consequências, a partir de hoje, serão impreterivelmente sentidas por toda a população brasileira”. Ele também frisou ter se arrependido e disse que “o ser humano vai de zero a cem em um segundo. Em momento algum vejo ponto positivo na minha fala", declarou. "Reconheço e mais uma vez peço desculpas", continuou. 

Prisão em flagrante

No entanto, Silveira afirmou que não poderia ter sido preso, ele alegou imunidade parlamentar e liberdade de expressão. A prisão, decretada pelo ministro Alexandre de Moraes considerou que houve flagrante do crime, o que permite a prisão do deputado. 

Ele pediu desculpas por diversas vezes e afirmou: “Não me considero um risco à democracia. Tive todas as minhas redes deletadas, em uma clara ação desnecessária, porque não sou criminoso”.

A prisão de um deputado precisa ser votada em plenário, por maioria absoluta. São necessários 257 votos. A votação é feita de forma aberta e nominal.

Mais Lidas