Política

Na prisão, deputado Daniel Silveira faz nova ameaça ao STF

Durante audiência de custódia a PF encontrou dois celulares na cela do parlamentar.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 19/02/2021 às 15:33
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso na Unidade Prisional da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em Niterói, voltou a fazer ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF) na noite desta quarta-feira (18). Ele teve acesso ao pátio da cadeia e foi ao portão conversar com apoiadores que se mantêm à frente do batalhão.

"Vou mostrar para o Brasil quem é o STF", disse Silveira a um grupo de pessoas reunidas na entrada do presídio. Os apoiadores gritavam o nome do parlamentar, e proferiram palavras de ordem contra integrantes do Supremo e setores da mídia.

Silveira foi preso na terça-feira (16) depois de gravar vídeo com ataques a ministros do STF. O pedido de prisão contra Daniel Silveira foi expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Por unanimidade, o plenário do Supremo manteve na quarta-feira (17), a prisão do parlamentar.

Celulares apreendidos

Na tarde desta quinta-feira (18), em audiência de custódia, na sede da Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, o juiz instrutor Aírton Vieira decidiu também manter a prisão do congressista. Durante a audiência, a Polícia Federal realizou uma vistoria na cela do deputado e apreendeu dois celulares. 

A defesa de Daniel Silveira disse que não sabe de quem são os celulares e como foram parar lá. A apreensão foi informada ao STF e um inquérito será aberto para apurar o caso. A Câmara dos Deputados decide nesta sexta-feira (19) se Silveira vai continuar preso.

Mais Lidas