menu

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

País registrou nesta quinta-feira (25) 1.127 mortes diárias pela doença, o maior número desde o início da pandemia.

Dados apresentaram 13 novos casos nas últimas 24h
Brasil registra maior número de mortes diárias pela Covid-19 (Reprodução/NE10 Interior)

O primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil completou um ano nesta quinta-feira (25), quando o país atingiu a marca do maior número de mortes registradas em um dia desde o início da pandemia. O cenário atual se encontra com a vacinação a passos lentos, a propagação de novas variantes do vírus e o novo colapso do sistema de saúde de todos, em todos os estados.

Nesta semana, um ano depois da primeira confirmação da doença por aqui, o Brasil atingiu a triste marca de 250 mil mortes pelo coronavírus, além da maior média móvel de óbitos desde o início da pandemia, com 1.127 mortes diárias. Manaus, no Amazonas, é a cidade que mais vem sofrendo com a doença, tendo que lidar com a nova variante e o colapso do sistema de saúde, com pacientes morrendo pela falta de oxigênio.

Vídeo mostra falta de oxigênio em hospitais de Manaus
Pelo menos 24 pessoas morrem por falta de oxigênio no Amazonas e Pará
Nova variante do coronavírus pode estar por trás de caos no Amazonas

No final de fevereiro de 2020, um homem de 61 anos, que tinha feito uma viagem para a Itália entre 9 e 21 de fevereiro, testou positivo para a Covid-19 em São Paulo. Enquanto isso, a Europa já registrava centenas de casos de Covid-19. A declaração de transmissão comunitária no Brasil veio em março, mês em que também foi registrada a primeira morte pela doença.

Em abril, em meio ao isolamento social, o governo adotou medidas para reduzir o efeito da doença na economia, como linhas de crédito para as empresas. Também enviou ao Congresso Nacional a proposta de criação do auxílio emergencial, direcionado à população mais vulnerável.

Ainda em 2020, estudos sobre a vacina contra Covid-19 avançaram e tornaram real a possibilidade de imunizar a população. Em janeiro deste ano, o Brasil começou a vacinar os grupos prioritários, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford.

Anvisa aprova uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac
Enfermeira de 54 anos é a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Brasil

Com casos ainda em alta e vacinação em andamento, no início de 2021, vários estados decretam toque de recolher para tentar conter o avanço da doença. O carnaval é cancelado para evitar aglomerações, apesar dos registros de festas clandestinas. Entre os avanços da ciência, o mundo vem enfrentando o surgimento de variações do coronavírus, que são ainda mais contagiosas.