aglomeração

Fiscalização interrompe baile da 3ª idade com 190 idosos

A festa foi interrompida por uma equipe da Vigilância Sanitária.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 01/03/2021 às 8:26
NOTÍCIA
Reprodução/Vigilância Sanitária
FOTO: Reprodução/Vigilância Sanitária
Leitura:

Desde a última semana, o governo do estado de São Paulo divulgou um balanço da fiscalização contra aglomerações e festas clandestinas na capital. Entre os 46 estabelecimentos flagrados desde o dia 26 de fevereiro, quando a cidade adotou medidas mais restritivas entre as 23h e 5h, está uma casa noturna que realizava um baile para a terceira idade na Zona Leste.

Se acordo com a gestão estadual, o baile era realizado no bairro da Penha e reunia mais de 190 idosos, que são considerados grupo de risco para a Covid-19. A festa foi interrompida pela Vigilância Sanitária. Além dessa festa, os fiscais ainda interromperam atividades de outros 12 estabelecimentos e fiscalizaram 32. 

Os fiscais sanitários autuaram na última noite e madrugada um total de 13 estabelecimentos, após realizarem 32 fiscalizações. Também foram flagrados restaurantes que reuniam cerca de 200 pessoas nos bairros de Jardim América e Vila Olímpia e uma festa clandestina no Limão, na Zona Norte.

Casa noturna com 500 pessoas

A equipe de fiscalização, que também contou com reforço do Procon-SP, também interrompeu uma festa em uma casa noturna com cerca de 500 pessoas aglomeradas na Zona Norte da capital. No estabelecimento, não era respeitado o distanciamento social e grande maioria não usava máscara.

A multa para os estabelecimentos que descumprirem com as medidas previstas no Código Sanitário chega a até R$ 290 mil. Pela falta do uso de máscara, a multa é de R$ 5.278 por estabelecimento, por infrator. Pessoas sem máscaras podem ser multadas em R$ 551,00.

Mais Lidas