luto

Morre Barruada, vendedor que pediu fim de doações porque já tinha 'suficiente para viver'

Com 73 anos, o idoso ganhou repercussão nacional após o ato de honestidade.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 02/03/2021 às 10:48
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Na madrugada desta desta terça-feira (2), Joaquim Antônio, conhecido como Barruada, morreu aos 73 anos em virtude de problemas respiratórios seguidos de uma parada cardíaca. O vendedor de cachorro-quente viralizou e ganhou espaço em diversos veículos de comunicação do país após protagonizar um ato de muita honestidade. 

Barruada tinha um ponto de venda em frente ao Colégio Salesiano Recife, na Rua Dom Bosco, no Recife, há 30 anos. Com as dificuldades enfrentadas na pandemia, o idoso usou as redes sociais para pedir ajuda financeira aos conhecidos. O resultado da repercussão foi impressionante, tanto que levou Barruada a gravar um novo vídeo pedindo que as pessoas parassem de doar porque ele já tinha o "suficiente para viver".

"Aqui é Barruada, que pediu ajuda a vocês. A gente estava olhando a conta que vocês fizeram os depósitos, e queria que vocês parassem um pouco, por favor. O que vocês me ajudaram já dá para eu vencer a batalha. Se eu precisar, eu peço de novo a vocês. Muito obrigado mesmo pela ajuda, vocês me ajudaram muito. Muito obrigado", dizia no vídeo.

A informação da morte de Barruada foi confirmada nas redes sociais que é utilizada para a divulgação do pequeno negócio:

Relembre a história

Mais Lidas