Economia

Veja como está a exportação de frutas e derivados em Petrolina durante a pandemia

Crise fez com que a rotina de produção fosse alterada

Marco Aurélio
Marco Aurélio
Publicado em 02/03/2021 às 15:15
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A pandemia do novo coronavírus (covid-19) impactou todos os setores da economia mundial. Mesmo considerado atividade essencial, o agronegócio foi impactado no Vale do São Francisco, que inclui Petrolina, no Sertão de Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia. A crise fez com que a rotina da produção fosse alterada e que empresários precisassem repensar seus modelos de negócio.

Nesta segunda (01), o presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), o petrolinense Guilherme Coelho, em entrevista a Rádio Jornal Petrolina, falou sobre as exportações de frutas no Vale do São Francisco em meio à pandemia do coronavírus.

“Nós estamos dentro do grupo de serviços essenciais, serviços estes que não podem parar. O agro está dando um recado a população, o Agro está dizendo: Fiquem vocês em casa que nós estamos aqui trabalhando para que não falte alimento“, disse o presidente.

Guilherme também destacou os serviços prestados pela Associação. "A ABRAFRUTAS tem sido um espaço de diálogo permanente para o desenvolvimento sustentável da fruticultura no nosso país e um canal de estímulo à cultura de exportação para novos produtores, em especial de pequeno e médio porte”, declarou.

A ABRAFRUTAS foi criada em 2014 e tem hoje cerca de 50 associados produtores exportadores filiados. Uma das metas da diretoria é alcançar U$ 1 bilhão em exportações até o fim do biênio.

Ouça a entrevista completa

Mais Lidas