alerta

Influenza A: estudo aponta que Gripe Suína pode causar nova pandemia

A doença, que já provocou uma pandemia, pode ser responsável por outra de acordo com os pesquisadores.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 03/03/2021 às 11:42
NOTÍCIA
Foto: Thiago Gomes/ SUSIPE
FOTO: Foto: Thiago Gomes/ SUSIPE
Leitura:

Uma pesquisa publicada na revista científica Cell Host & Microbe aponta que o vírus da Influenza A, que é responsável pela "Gripe Suína", estava presente em mais de 50% das criações de suínos na Europa. De acordo com os dados apresentados, 2,5 mil propriedades rurais passaram pelo processo de verificação. Mais de 18 mil amostras foram analisadas e foram encontradas quatro principais linhagens da influenza.

Um artigo da BBC Future aponta que essas variantes podem formar blocos de construção de uma pandemia, ou seja, há a possibilidade de o vírus se adaptar e passar a infectar humanos de forma substancial. O chefe do Laboratório de Referência da Gripe Animal do Instituto Friedrich Loeffler, Timm Harder, disse que diversos fatores podem influenciar na disseminação do vírus.

"Agora, temos fazendas com 20 mil porcos. É um aumento grosseiro no tamanho da fazenda. Isso é algo que muda a epidemiologia dos vírus da gripe", disse ele ao portal britânico.

Sobre a doença

Pesquisadores alegam que os porcos misturam vírus de humanos, pássaros e outras espécies e acabam produzindo mutações capazes de se tornarem letais e altamente contagiosas, levando ao risco de mais uma epidemia global. A epidemia provocada pela Gripe Suína em 2009 foi responsável pela morte de mais de 150 mil pessoas em 70 países em 2009.

Esse vírus é uma nova cepa da H1N1. O nome é associado aos porcos porque acreditava-se que o vírus tivesse sido transmitido ao homem a partir destes animais. “A gente teve a chegada de outra grande epidemia que foi a nossa gripe suína de 2009. Ela acabou chegando aqui causando surpresa, que foi a mortalidade de população jovem, e poupando os idosos”, disse Stefan Cunha Ujvari, infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

*Com informações da TV Jornal

Mais Lidas