menu

Como começa o câncer de pulmão? Especialista tira dúvidas

Saiba os principais sintomas, tratamentos e chances de cura

a
Saiba os principais sintomas, tratamentos e chances de cura (Reprodução/NE10 Interior)

Câncer de pulmão foi o tema dessa terça-feira (02) no programa Consultório da Rádio Jornal Garanhuns. A radialista Samara Pontes conversou com o oncologista Marcelo Martins que tirou as principais dúvidas sobre causas, sintomas, diagnóstico e tratamento deste tipo de câncer.

De acordo com o especialista, o câncer de pulmão está entre os tipos mais comuns entre homens e mulheres. Por se tratar de um órgão vital, necessita de atenção redobrada e, diante dos números, podemos compreender o quanto esta doença é importante. “No Brasil, quem faz o levantamento das estatísticas é o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Com relação a incidência, esse é terceiro tipo de câncer mais comuns em homens e o quarto entre as mulheres. Porém é neoplasia que mais mata no sexo masculino e em segundo lugar no sexo feminino”, pontua.

Quando se fala em câncer de pulmão, o tabagismo aparece como a principal causa: “Isso já é muito bem definido. Alguns estudos mostram que uma carteira de cigarro por dia leva a 150 mutações da célula do pulmão. O cigarro aumenta em 10 vezes o risco de ter a neoplasia e, além disso, de desenvolver outras patologias, como bronquite crônica, DPOC, enfisema pulmonar e doenças cardíacas”. O médico também pontua outros fatores de risco para a doença a exemplo da exposição ao amianto e a derivados do petróleo; radiação ionizante em pessoas que foram submetidas à radioterapia, entre outros fatores.

E com relação ao tratamento Martins explica que a escolha se dará a partir do estágio da doença. “As opções terapêuticas são várias. Em estágio inicial, o tratamento curativo é a cirurgia; há a possibilidade de realizar quimioterapia antes com o intuito de diminuir o tumor para facilitar o procedimento cirúrgico também, além de usar a quimioterapia depois da retirada do tumor. Quando o tumor não é operável, mas não apresenta metástase, a junção de quimio mais radioterapia se torna outra opção”, destacou o oncologista.

Outras dúvidas sobre tratamento, sintomas e diagnóstico podem ser esclarecidas na entrevista completa disponível no Facebook da Rádio Jornal Garanhuns.

Quer entender como começa o câncer de pulmão? Confira a entrevista completa