em São Paulo

Idosa se recusa a receber vacina da Covid-19 de enfermeiro negro e é acusada de racismo

A mulher, que estava acompanhada da filha, não foi identificada.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 04/03/2021 às 8:05
NOTÍCIA
Osvaldo Silva/AFP
FOTO: Osvaldo Silva/AFP
Leitura:

Uma idosa se negou a receber a vacina contra a Covid-19 de um enfermeiro negro na cidade de Taquaritinga, Região Central de São Paulo, na última terça-feira (2). O caso ocorreu no Ginásio de Esportes Antônio D'Ambrósio, que é um dos postos de vacinação em formato de drive-thru na cidade.

Avião com doses da vacina contra a Covid-19 bate em jumento

O caso é tratado como racismo e a idosa, que estava acompanhada da filha, não foi identificada. As câmeras de segurança estão sendo rastreadas para identificar o veículo em que elas estavam no momento.

De acordo com as informações de quem estava no local, a idosa e a filha se aproximaram em um carro e a filha teria dito ao enfermeiro para não se aproximar da mãe. As pessoas que presenciaram o momento afirmam que a mulher teria feito isso a pedido da própria mãe. 

Resposta da prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura Municipal de Taquaritinga disse que no momento "ele (enfermeiro) não percebeu que era um caso de racismo". A prefeitura disse ainda que o profissional recebeu apoio dos demais funcionários da Secretaria de Saúde e o caso é considerado como racismo.

Mais Lidas