um presente especial

Menina fã da polícia ganha festa de aniversário surpresa no Agreste; veja o vídeo

A pequena Anne Heloíse, de 11 anos, sonha em ser delegada ou agente da Polícia Federal.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 06/03/2021 às 12:00
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Anne Heloíse mora em Pão de Açúcar, distrito de Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco, e é apaixonada pelo trabalho da polícia. Em seu aniversário de 11 anos, no último dia 3 de março, a menina recebeu uma surpresa especial. Agentes da delegacia de polícia civil da cidade de Toritama comemoraram junto com ela a data especial, com direito a bolo temático e sirene.

Helô, como é chamada carinhosamente pelos amigos e familiares, é filha de um policial civil e desde pequena sonha em trabalhar como delegada ou agente da Polícia Federal. "Ela sempre fala nessa vontade em querer ser policial. Ela é uma criança que a gente considera diferenciada, porque tem uma preocupação com os outros, com os coleguinhas, e é muito amorosa", disse o pai de Heloíse, Jucelino Tavares, que é policial há 20 anos e atua como comissário.

O pai da menina disse que no ano passado Helô conheceu os agentes da polícia que participaram da surpresa e criou um vínculo de amizade com eles. Jucelino disse ainda que havia comentado sobre o aniversário da filha com os colegas de trabalho, mas que a ideia de surpreender a menina foi deles. Uma das agentes que participou da surpresa, a policial civil Luana Calado, disse que tudo foi planejado para surpreender Heloíse porque ela é muito querida.

"Ela é apaixonada pela polícia, sonha ser delegada ou agente da polícia federal. Ela costuma pesquisar sobre coisas da polícia e quando vai nos visitar no trabalho fica curiosa sobre a nossa rotina", disse Luana. "Ela é uma menina encantadora, inteligente, linda e apaixonada pela polícia. Uma paixão admirável de ver. Os olhos dela brilham quando está no meio da polícia", detalhou a policial.

As imagens gravadas pela equipe mostram o momento em que a viatura chega na rua com a sirene ligada e Helô sai de casa bastante surpresa. A menina contou depois que, pelo barulho sirene, pensou que estava acontecendo alguma ocorrência na rua e correu para ver. Ela falou ao NE10 Interior sobre a admiração pelo trabalho dos agentes "Eu quero ser policial federal, porque eu acho que é uma profissão muito legal, que salva muitas vidas", disse Heloíse.

Uma história de superação

No início do ano, Heloíse precisou ser internada com uma inflamação na região das amígdalas e os médicos suspeitavam de tuberculose rara ou um linfoma. Ambos os casos exigiriam um tratamento longo e muito doloroso para a menina e toda a família. Depois de passar por uma série de exames, que apresentaram resultado negativo, Helô voltou para casa após sete dias internada em Caruaru.

Helô foi internada no começo do ano
Helô foi internada no começo do ano
Reprodução

"Nesse processo, o pessoal da delegacia me deu muito apoio, inclusive conversando com ela. Foi um apoio bastante afetivo, que ela precisou muito, e ela passou a admirar eles mais ainda", lembra o pai da menina. Três dias após receber alta médica, Heloíse perdeu um tio, que foi vítima de câncer. Um mês antes de seu aniversário, a menina se despediu ainda do seu avô, que faleceu em um acidente de trânsito.

Por causa de toda essa trajetória, Jucelino afirma que o gesto dos amigos policiais se tornou ainda mais especial. "Até hoje ela ainda está radiante com a surpresa e com tudo isso", destacou.

Mais Lidas