Recomeço

Piloto que sobreviveu 36 dias na mata faz voo e encontra destroços do avião; veja vídeo

Antônio Sena fez seu primeiro voo após ser resgatado da queda de aeronave.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 14/03/2021 às 14:48
NOTÍCIA
Reprodução/Instagram
FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Uma semana após ser resgatado em uma área isolada na floresta depois de ficar 36 dias desaparecido no Pará, o piloto Antônio Sena fez um voo com amigos e familiares. Enquanto sobrevoava a área onde caiu, ele conseguiu encontrar os destroços do avião.

Um amigo de Toninho, que também é piloto, compartilhou um vídeo que mostra o momento em que encontram os destroços queimados da aeronave Cessna 210, prefixo PT-IRJ. 

Na postagem, Erik Jennings disse que para encontrar o avião foram usadas as coordenadas de uma foto que Antônio Sena havia tirado minutos após a queda. "Sem essa informação, seria impossível localizá-lo", disse Erik.

Toninho Sena também usou as redes sociais para contar o que sentiu ao voltar ao local da queda do avião. Esse foi o primeiro voo do piloto depois de ser resgatado.

"Que emoção voltar nesse lugar. Tantas coisas passam na cabeça. Os momentos da queda, ver a imensidão da floresta de cima, lembrar os momentos lá embaixo e ver o tamanho do desafio. Mas meu amor pela minha família e minha fé em Deus foram maiores e nos fizeram vencer", disse.

Veja o vídeo

Entenda o caso

A aeronave decolou no dia 28 de janeiro do município de Alenquer para uma área de garimpo em Almeirim. O avião teve uma pane e o piloto precisou fazer um pouso forçado no meio da floresta, em uma área de açaizal. Por causa da queda o avião pegou fogo.

Nos primeiros dias o piloto se alimentou de pão que ele levava na aeronave. Ele, então, começou a andar pela mata e sobreviveu com alimentos encontrados na floresta, até que encontrou um grupo coletor de castanha e pediu ajuda. 

O grupo acendeu uma fogueira no meio da floresta e com isso as equipes de buscas conseguiram localizá-los. Toninho foi resgatado em uma área isolada, próximo à divisa com o estado do Amapá. Ele foi encontrado com sinais de desidratação e ferimentos pelo corpo, além de ter perdido 26 kg.

Mais Lidas