Nacional

Bolsonaro escolhe cardiologista Marcelo Queiroga para comandar Ministério da Saúde

O médico é Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 15/03/2021 às 20:19
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Após reunião realizada na ter-se desta segunda-feira (15), no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) definiu que o cardiologista Marcelo Queiroga ocupa o comando do Ministério da Saúde com a saída do atual ministro, Eduardo Pazuello.

Queiroga será o quarto ministro a assumir a pasta desde o início da pandemia da Covid-19. Antes dele, estiveram à frente do ministério o ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS); o médico Nelson Teich; e o general do Exército Eduardo Pazuello. Bolsonaro afirmou que a decisão será publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (16). 

"Foi decidido agora à tarde a indicação do médico, doutor Marcelo Queiroga, para o Ministério da Saúde. Ele é presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. A conversa foi excelente, já conhecia há alguns anos, então não é uma pessoa que tomei conhecimento há poucos dias. Tem tudo no meu entender para fazer um bom trabalho, dando prosseguimento em tudo que o Pazuello fez até hoje", afirmou Bolsonaro a apoiadores ao chegar no início da noite.

Na manhã desta segunda-feira, Bolsonaro esteve em reunião com a médica Ludhmila Hajjar. No entanto, a negociação não teve sucesso e a médica recusou o convite para assumir o Ministério da Saúde.

Quem é Marcelo Queiroga?

Marcelo Queiroga é natural da cidade de João Pessoa. Tem formação em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com residência em cardiologia no Hospital Adventista Silvestre, no Rio de Janeiro. Sua especialização é em cardiologia, com área de atuação em hemodinâmica e cardiologia intervencionista. Atualmente, é Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Mais Lidas