Censo Demográfico

IBGE diz que proposta de corte no orçamento do Censo pode inviabilizar pesquisa

Pesquisa foi adiada por causa da pandemia da covid-19

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 23/03/2021 às 10:57
NOTÍCIA
Arquivo/Agência Brasil
FOTO: Arquivo/Agência Brasil
Leitura:

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) disse nessa segunda-feira (22) que a proposta de corte no orçamento do Censo demográfico pode inviabilizar a realização da pesquisa.

A pesquisa foi adiada para 2021 por causa da pandemia da covid-19. Ex-presidentes do instituto disseram que se o censo for adiado mais uma vez, o país ficaria "às cegas".

O corte no orçamento está previsto no relatório final do orçamento deste ano, do senador Marcio Bittar (MDB-AC), que retira R$ 1,76 bilhão dos cerca de R$ 2 bilhões previstos para o Censo. Com isso, o relatório libera apenas R$ 191 milhões que já foram autorizados e condiciona a crédito suplementar outros R$ 50 milhões.

IBGE pede apoio da Comissão Mista de Orçamento

O IBGE informou por meio de nota que está pedindo apoio da Comissão Mista de Orçamento para reverter a proposta. De acordo com o instituto, as informações levantadas são importantes para o Brasil.

"O país necessita das informações geradas pelo Censo, que são essenciais para subsidiar políticas públicas em diversas áreas, especialmente em um contexto de pandemia, onde esses dados são estratégicos para o avanço da vacinação e para o planejamento de infraestrutura em saúde", dizia a nota.

De acordo com a carta assinada por oito ex-presidentes do IBGE, os dados são usados como base para a transferência dos recursos do Fundo de Participação de Estados e Municípios, além da administração do programa Bolsa Família e políticas de educação e saúde.

*Com informações do Folhapress e Cidade Verde

Mais Lidas