vacinação

“Não aceito que vacine preso antes de agente da segurança”, afirma secretário de Saúde do Acre

O secretário Frank Lima fez a declaração durante audiência pública.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 23/03/2021 às 16:39
NOTÍCIA
Thathianna Gurgel/DPRJ
FOTO: Thathianna Gurgel/DPRJ
Leitura:

Durante uma audiência pública da comissão de acompanhamento da Covid-19 realizada na última segunda-feira (22) na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), o secretário de Saúde, Frank Lima, declarou que não concorda com pontos do protocolo de vacinação do Ministério da Saúde.

Na audiência, o secretário disse que é inadmissível que pessoas detidas no sistema carcerário recebam a vacina contra a Covid-19 antes dos agentes de segurança pública. “Não consigo aceitar, como cidadão de bem, que se vacine presos antes dos agentes da segurança pública. Eu quero me juntar vocês para a gente lutar juntos”, ressaltou.

Frank pediu que sejam tomadas providências para que, junto ao poder legislativo, o Ministério da Saúde altere os protocolos. “Eu como secretário gostaria de transgredir essa ordem de vacinar preso primeiro que a Segurança Pública”, argumentou.

Casos no Estado

O Acre totaliza 65.959 casos da Covid-19, com registro de 52.908 altas médicas de pacientes com coronavírus e 1.190 óbitos desde o início da pandemia em 2020.

Mais Lidas