benefício

Após pagamentos do auxílio emergencial 2021, Bolsa Família será alterado; entenda

O governo já prevê as datas do início dos primeiros pagamentos do Bolsa Família com as mudanças.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 25/03/2021 às 14:11
NOTÍCIA
Marcello Casal Jr./ABr
FOTO: Marcello Casal Jr./ABr
Leitura:

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, o Governo Federal pretende fazer mudanças no programa Bolsa Família após o pagamento das novas quatro parcelas do auxílio emergencial 2021. Segundo o que disse Roma na última terça-feira (24), a proposta é de assegurar renda mínima a um número maior de beneficiários quando a nova rodada de pagamentos do auxílio se encerrar depois de julho. 

Primeiras datas do auxílio emergencial 2021 são divulgadas; veja calendário

Auxílio emergencial 2021 pode ser de R$ 600? Entenda

Na próxima semana, está prevista uma audiência com representantes da Frente Parlamentar Mista de Renda Básica na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados para debater o tema. No entanto, o ministro não divulgou detalhes sobre o que deve ser acordado no encontro.

> Saiba como consultar se receberá o novo auxílio emergencial 2021

“Há uma estudo no ministério buscando o fortalecimento do programa Bolsa Família. Tenho conversado com diversos colegas parlamentares, de diversas correntes, sobre o tema e inclusive pré-agendamos uma reunião, no dia 29 de março, com a Frente Parlamentar de Renda, onde vamos discutir um pouco para que a gente possa buscar agregar e construir uma proposta de ampliação do programa”, afirmou.

Previsão para as mudanças

O ministro disse que o governo pretende implantar as mudanças a partir de agosto, logo após o encerramento dos pagamentos do auxílio, previsto para julho deste ano. “Vamos discutir e construir uma proposta de ampliação do programa, […] para que, ao fim da última parcela do auxílio emergencial, no mês de julho, já consigamos, em agosto, implementar esses aperfeiçoamentos”, disse Roma.

A nova rodada de pagamento do auxílio emergencial será paga em três valores diferentes. De acordo com a previsão do governo, serão R$ 150 para os beneficiários que moram sós, R$ 250 para famílias e R$ 375 às mulheres que são chefes de família. Devem ser pagas quatro parcelas, divididas nos meses de abril, maio, junho e julho.

Mais Lidas