Ação policial

Polícia faz operação em Pernambuco para deter esquema de pirâmide e lavagem de dinheiro

Mandados estão sendo cumpridos em Caruaru, Recife, Pesqueira e Gravatá

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 25/03/2021 às 11:00
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Os Ministérios Públicos de Pernambuco e de Minas Gerais, por meio dos seus Grupos de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Pernambuco (Gaecos) e com apoio da Polícia Civil de Pernambuco e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão realizando uma operação na manhã desta quinta-feira (25).

Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão, 12 mandados de busca e apreensão, além de busca e arresto de bens contra integrantes de uma organização criminosa suspeita de envolvimento na prática de pirâmide financeira, crimes contra as relações de consumo e lavagem de dinheiro.

Em Pernambuco, os mandados estão sendo cumpridos no Recife, Caruaru, Pesqueira e Gravatá. De acordo com a polícia, duas pessoas foram presas em Gravatá.

O líder do grupo foi encontrado em João Pessoa. Com ele foram encontrados carros de luxo das marcas Lamborghini e BMW. No Recife, foi apreendido documentos bancários, pen drives, computadores, R$ 287.000 em espécie e veículos, totalizando um valor cerca de R$ 600 mil.

As ações fazem parte da Operação Black Monday, deflagrada também em Minas Gerais, São Paulo, Paraíba, Bahia, Alagoas, Goiás, Maranhão, Rondônia, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Sobre a operação

A Black Monday é um desdobramento de investigações que foram iniciadas pelo Ministério Público de Minas Gerais em maio no ano passado. O Ministério colheu indícios de que a organização criminosa estaria captando recursos do público através dos sites Aprenda Investindo e Investing Brasil. Mas os valores transferidos eram convertidos em bens de alto valor e criptomoedas.

Mais Lidas