menu

Como lidar com o vazio existencial na terceira idade? Profissional dá dicas

A gerontóloga e psicoterapeuta, Lígia Posser, explica como superar esta questão.

Lar de Idosos precisa de ajuda na pandemia do novo coronavírus
Saúde mental dos idosos é tema do Consultório, na Rádio Jornal Garanhuns. (Pixabay)

O vazio existencial atinge diversas fases da vida, mas na terceira idade costuma apresentar alguns agravantes. Como lidar e superar este vazio foi o assunto do Consultório da Rádio Jornal Garanhuns. A gerontóloga e psicoterapeuta Lígia Posser foi a entrevista dessa sexta-feira (26).

Ainda que muitos jovens se queixem da falta de sentido da vida, essa sempre foi uma reclamação comum de pessoas na terceira idade. Após os 60 anos, há uma ideia equivocada de que daí em diante a tendência são as coisas piorarem ou a expectativa pela morte.

Lígia explica que esse, na verdade, é o momento de virar a chave e mudar a postura perante a vida: "Hoje nós classificamos as pessoas com mais de 70 anos como longevas, ou seja, idosos que passaram dos primeiros anos da temida terceira idade e agora se mostram fortes o suficientes para viverem bem até os 100 anos ou mais. Temos muito mais idosos hoje em dia. O desafio é fazer com que esses indivíduos se preparem para os próximos anos com saúde física e mental".

A profissional também falou a respeito da "síndrome do ninho vazio", que é caracterizada pela solidão que os pais sentem quando seus filhos saem de casa. "Isso acontece bastante e se não for trabalhado pode gerar sérias consequências como a depressão. Saber tratar isso na hora certa é fundamental para evitar que se agrave ao chegar na terceira idade", pontua.

Amor e sexo nessa fase também são essenciais: "O sexo ainda é visto como tabu em idosos. Mesmo para aqueles que têm os seus parceiros de vida, ainda é difícil falar sobre isso. Todos precisam entender que sexo é saúde, mas além disso, ter alguém para compartihar os momentos da vida, se sentir amado de verdade, é muito importante. O idoso pode, e deve, amar e ser amado em todos os seus momentos".

Confira a entrevista completa