Pandemia

Pernambuco tem menor média móvel de óbitos do Brasil nos últimos sete dias

Estado registrou redução na demanda por leitos de UTI nas últimas semanas.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 31/03/2021 às 20:00
NOTÍCIA
Hélia Scheppa/SEI
FOTO: Hélia Scheppa/SEI
Leitura:

No último dia de quarentena mais rígida em Pernambuco, nesta quarta-feira (31), o governo fez um balanço da Covid-19 no Estado. Segundo o governador Paulo Câmara, houve uma interrupção no crescimento acelerado das demandas por leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), registrado nas últimas quatro semanas. Com isso, Pernambuco obteve a menor média móvel de óbitos do Brasil nos últimos sete dias.

Na última semana, Pernambuco apresentou a primeira redução e os dados dessa semana já apontam para uma nova diminuição das solicitações por vagas de UTI. Com relação aos óbitos, Paulo Câmara informou que a taxa de mortalidade pelo novo coronavírus em Pernambuco, está atualmente, na vigésima primeira posição, considerando os dados totais desde março do ano passado.

“Nos últimos sete dias, a média móvel de óbitos do Estado é a menor do país, observando a taxa por 100 mil habitantes”, ressaltou. De acordo com o governador, os dados reforçam que os cuidados devem ser mantidos. “Não podemos baixar a guarda. Nada impede que uma nova aceleração da pandemia nos obrigue a retomar medidas mais duras de isolamento”, disse.

Retorno das atividades

“O comportamento de cada um será, mais do que nunca, determinante no cenário das próximas semanas”, finalizou. Em vigor desde o último dia 18, as restrições da quarentena passam a ser flexibilizadas a partir desta quinta-feira (1º), com a implementação do novo Plano de Convivência, permitindo o retorno das atividades sociais e econômicas com horários e quantidade de pessoas reduzidas. As novas regras são válidas até o dia 25 de abril.

Mais Lidas