Covid-19

Casos de trombose podem ter relação com dose da AstraZeneca, diz agência europeia

A vacina contra a Covid-19 produzida pela farmacêutica pode provocar a formação de coágulos sanguíneos.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 06/04/2021 às 11:00
NOTÍCIA
Tânia Rêgo/Agência Brasil
FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

Uma informação divulgada pela Agência Europeia de Medicamentos aponta que existe uma relação entre a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 e coágulos sanguíneos registrados em alguns pacientes que receberam o imunizante. O dado foi divulgado à imprensa pelo chefe da estratégia de vacinação da agência, Marco Cavaleri.

Em março, a agência liberou o uso da vacina, mas indicou que são necessários novos estudos sobre o imunizante. "Agora podemos dizer, é claro que existe uma ligação com a vacina", disse Cavaleri ao jornal Il Messagero. Apesar da informação, Marco destacou que ainda não se sabe o motivo dessa relação. 

A partir desta terça-feira (6), a agência irá debater a situação das vacinas. "O que causa essa reação, no entanto, ainda não sabemos", afirmou Cavaleri. "Para resumir, nas próximas horas diremos que existe uma ligação, mas ainda precisamos entender como ela acontece", disse.

Suspensão da vacina

Em março deste ano, vários países europeus anunciaram a suspensão do uso do imunizante por causa de alguns registros de casos de trombose. Depois de uma investigação, a agência verificou que os benefícios da vacina eram superiores aos riscos que ela representava.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) adotou o mesmo posicionamento e reforçou que a vacinação com as doses da AstraZeneca não deveria ser interrompida. No mês passado, a agência identificou o problema em 30 pessoas de 20 milhões de beneficiados com  a vacina.

Sendo assim, a agência disse que, de forma geral, cerca de mil pessoas desenvolvem tromboses pela Europa a cada mês. No caso das vacinas, a taxa é mais baixa do que se esperava.

*Com informações do UOL

Mais Lidas