Susto

Vídeo pornográfico é exibido para alunos de 11 anos durante aula online

Escola suspeita de ação de hackers

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 08/04/2021 às 11:24
NOTÍCIA
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Um vídeo com conteúdo pornográfico interrompeu a aula online de estudantes de 11 anos de idade do 6º ano do Centro de Ensino Fundamental, em Taguatinga, no Distrito Federal, na tarde dessa terça-feira (6). As imagens foram exibidas por aproximadamente dez minutos para as crianças.

De acordo com o pai de um dos alunos, três perfis entraram na sala virtual e começaram a exibir o vídeo pornográfico. A aula teria sido invadida duas vezes e as atividades da turma foram suspensas pelo resto do dia.

Ainda não se sabe se os responsáveis pela exibição do vídeo foram alunos ou alguém com acesso à aula.

A direção da escola disse suspeitar que e-mails foram tomadas por hackers. A Secretaria de Educação do Distrito Federal disse, através de nota, que lamenta o ocorrido e pediu para que os pais colaborem com a polícia se tiveram alguma informação sobre a invasão.

Ainda segundo a secretaria, todos os dados da aula virtual foram coletados e enviados para análise. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos do Distrito Federal.

Veja nota da Secretaria de Educação:

"A Secretaria de Educação do Distrito Federal lamenta profundamente o episódio ocorrido no ambiente virtual do Centro de Ensino Fundamental 11, de Taguatinga, e considera abjeta a ação de exibir conteúdo inapropriado a crianças de qualquer idade, ainda mais de forma clandestina e furtiva.

A secretaria orienta os dirigentes escolares e os responsáveis de estudantes a fornecerem todas as evidências à Polícia e a prestarem queixa contra esse crime cibernético — a Diretoria de Informática já realiza a coleta dos dados do sistema Google Sala de Aula e os fornecerá aos investigadores.

Assim como espera que os responsáveis sejam prontamente identificados e punidos exemplarmente, na forma da lei".

*Com informações da UOL

Mais Lidas