Caso Henry

Mãe de Henry tem 5% do pulmão comprometido por causa da covid-19

Mulher foi diagnosticada com a doença nessa segunda-feira

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 21/04/2021 às 11:14
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

A mãe de Henry Borel, Monique Medeiros, segue em isolamento no Hospital Penitenciário Hamilton Agostinho, Rio de Janeiro, após ser diagnosticada com covid-19 nessa segunda-feira (19). De acordo com O Globo, o laudo da tomografia realizada por ela no hospital aponta que 5% dos pulmões estão comprometidos por causa da doença.

Segundo laudo, a área afetada é o lobo inferior esquerdo do pulmão. Mesmo com o comprometimento, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), informou que Monique está bem.

Veja nota:

"A interna Monique Medeiros foi encaminhada, nessa terça-feira ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, por recomendação médica, para a realização de exame de tomografia, após diagnóstico positivo para Covid-19. A mesma passa bem e já retornou ao Hospital Penitenciário Hamilton Agostinho, no Complexo de Gericinó, onde continuará isolada e recebendo o acompanhamento médico devido".

Relembre o caso Henry

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, no dia 8 de abril, o vereador carioca Dr. Jairinho e Monique Medeiros, padrasto e mãe de Henry, pela morte da criança. A investigação do caso é realizada por agentes da 16ª DP (Barra da Tijuca).

De acordo com os investigadores, a criança morreu em 8 de março, vítima de assassinato com emprego de tortura e sem chance de defesa. Padrasto e mãe de Henry foram presos sob suspeita de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas para combinar versões.

O inquérito da morte do menino deve ser concluído pela Polícia Civil do Rio nesta semana.

*Com informações de 'O Globo'

Mais Lidas