Covid-19

Entenda as medidas restritivas de combate a Covid-19, prorrogadas pelo governo de PE

Apesar da estabilização de casos, governo decidiu estender as atuais restrições até o dia 9 de maio. 

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 22/04/2021 às 18:03
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

O Governo de Pernambuco, por meio do governador Paulo Câmara, anunciou que foram estendidas as restrições do Plano de Convivência. O governo afirma que houve estabilização de casos, internações e óbitos por coronavírus registrados nas últimas três semanas, mas que os percentuais ainda estão em patamar alto. Por isso, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 decidiu estender as atuais restrições até o dia 9 de maio. 

No entanto, o funcionamento do comércio de praia, que estava proibido, foi autorizado e poderá funcionar de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h. Além disso, estabelecimentos comerciais que abrirem às 10h, poderão funcionar até as 18h e os que abrirem às 9h só poderão funcionar até às 17h. 

Apesar da restrição, a nova medida não pegou alguns comerciantes surpresa que esperavam que as restrições fossem estendidas devido o aumento de casos. Ao NE10 Interior, a empresária Anny Kelly falou sobre a decisão. "Eu realmente esperava que essa medida fosse ser estendida e eu não esperava que o comércio fosse voltar ao funcionamento normal devido a todo que tem acontecido, tanto regionalmente, quanto no Brasil", explicou a empresária dona da Jerinana Cafeteria. 

   Entenda as medidas restitivas prorrogadas pelo governo de PE
Reprodução/Anny Kelly - Arquivo pessoal

Mesmo assim, a empresária fala que é um alívio o número de casos ter estabilizado possibilitando que o comércio continue aberto. "No momento, o fato do comércio estar funcionando já é motivo de felicidade. "O que eu estou sentindo, quanto a nossa a cafeteria, é que estamos bem felizes por estar funcionando. Tem as restrição ainda, e isso influência no funcionamento, não é o mesmo de poder definir os nossos horários e poder estender mais um pouco, mas nós compreendemos a situação em que o mundo todo está passando e estamos tentando se adequar", afirma. 

Anny ainda contou que o novo decreto dá esperanças de que as coisas estão caminhando para uma melhora. "O novo decreto estendendo o funcionamento nos finais de semana é muito bom pra gente, porque pode parecer só uma hora a mais, mas isso já é influencia positivamente no negócio em geral", finaliza. 

Entenda as medidas: 

Comércio de praia:

Pode funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, mantendo. Proibido funcionar nos finais de semana.

Atividades nos finais de semana: 

Estabelecimentos que abrem às 10h poderão funcionar até as 18h. Já os estabelecimentos que abrirem as 9h deverão funcionar até as 17h. 

Academias: 

Durante a semana as academias poderão funcionar com capacidade máxima de 30%, das 5h às 20h; E durante o final de semana de 5h às 17h. 

Bares, restaurantes e lanchonetes: 

Durante a semana bares restaurantes e lanchonetes poderão funcionar com capacidade máxima de 50% das 5h às 20h; Já durante os finais de semana das 9h às 17h. 

Delivery, drive-thru e ponto de coleta podem continuar funcionando após os horários de funcionamento presencial. 

Ciclofaixas: 

Sem restrição

Comércio varejista do centro e bairros:

Durante a semana os comércios podem funcionar das 10h às 20h e durante os finais de semana das 9h às 17h. Esses estabelecimentos devem continuar seguindo as medidas de distanciamento social de um cliente a cada 10 m² para circulação; e um cliente a cada 5 m². 

Escolas e universidades públicas e privadas:

Escolas e universidades devem funcionar com 50% do limite da capacidade total. Durante a semana das 6h às 22h e nos finais de semana da 9h às 17h. A medida é válida para ensino Superior, médio, fundamental I e II, e infantil. 

Escritórios comerciais e prestação de serviços:

Durante a semana os escritórios podem funcionar das 10h às 20h com 50% do limite da capacidade total. E, durante o final de semana das 9h às 17h. Além disso esses espaços devem manter o distanciamento de 1,5 m entre as estações de trabalho. 

Igrejas e atividades religiosas:
As igrejas e templos religiosos devem funcionar com 30% da capacidade total com limite de 100 pessoas. Durante a semana poderá funcionar das 5h às 20h e nos finais de semana das 5h às 17h. 

Shopping centers e galerias comerciais:
Durante a semana podem funcionar das 10h às 20h e durante os finais de semana das 9h às 17h. Esses estabelecimentos devem continuar seguindo as medidas de distanciamento social de um cliente a cada 10 m² para circulação; e um cliente a cada 5 m². 

Atividades que continuam proibidas:

Shows, festas, eventos sociais e corporativos de qualquer tipo, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos;
Clubes sociais, esportivos e agremiações;
Salas de cinema e teatro;
Centros de artesanato, museus e demais equipamentos culturais;
Parques de diversão, temáticos e similares;
Competições e práticas esportivas coletivas, profissionais ou voltadas ao lazer, com exceção dos jogos de futebol profissional, sem público, cumprido o protocolo específico.

Casos em Pernambuco 

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta quarta-feira (21), Pernambuco registrou 2.480 novos casos da Covid-19. O Estado totaliza 388.507 casos confirmados da doença, com 13.380 mortes.

A respeito da campanha de vacinação no Estado, Pernambuco já aplicou 1.691.689 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.221.859 foram primeiras doses.

Mais Lidas