Crime

Caso Henry: Pai de menino diz não acreditar em agressões relatadas por Monique Medeiros

Leniel, afirma que argumentos da mãe são estratégias para de defesa

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 23/04/2021 às 16:09
NOTÍCIA
 Mauricio Almeida E Wilton Junior/Estadão Conteúdo
FOTO: Mauricio Almeida E Wilton Junior/Estadão Conteúdo
Leitura:

Em uma entrevista ao UOL, o pai de Henry, Leniel Borel, afirmou que os argumentos usados pela professora Monique Medeiros, dizendo sobre as agressões que sofria são estratégias de defesa. "Ela poderia até estar sendo agredida, mas não protegeu o filho dela", disse o engenheiro. 

"Eu não acho que ela estava sendo agredida. Pode ter sido agredida no final, para não falar nada do que sabia. Agora antes? Isso daí é estratégia de advogado para tentar melhorar o caso dela", afirmou Leniel às vésperas da conclusão do inquérito pela polícia.

De acordo com as declarações da mãe de Henry, ela disse aos seus advogados que sofreu agressões físicas e verbais do vereador Dr. Jairinho (sem partido) e que, após a morte da criança, foi manipulada para ajudá-lo. Ela definiu o relacionamento com o parlamentar como abusivo.

Para o engenheiro, vários fatores comprovam que Monique não defendeu o filho, entre eles o fato de Monique supostamente ter mentido à polícia. Leniel revelou ainda que a professora teria tentado manipular a família contra ele. O pai de Henry disse ter ouvido de familiares de Monique que ela o teria acusado de "alienação parental" após a morte do menino

Os relatos de agressão contra Monique

Na entrevista Leniel, afirma não acreditar que a professora estava sendo agredida."Eu não acho que ela estava sendo agredida. Pode ter sido agredida no final, para não falar nada do que sabia. Agora antes? Isso daí é estratégia de advogado para tentar melhorar o caso dela. Ela poderia até estar sendo agredida, mas ela não protegeu o filho dela. Ela teve todos os momentos para falar. Por que não me falou? Tinha a mãe dela, a babá", contou.

Segundo Leniel, "o pai dela falava que, quando pequena, ela batia em outras crianças. Ela é forte, estrutura grande". O porte físico se manteve na idade adulta e se intensificou por ela frequentar academia. "Não tinha estrutura para apanhar sem revidar", disse o pai de Henry.

Leniel também relatou ter se encontrado com Monique sem a presença de Jairinho e que, "em nenhum momento, [ela] falou" sobre a suposta violência contra ela.

 

Mais Lidas