vacinação

Faltam mais de 126 mil doses de CoronaVac para completar vacinação da população em Pernambuco

Estado orienta que doses restantes sejam utilizadas para aplicação da segunda dose.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 27/04/2021 às 8:20
NOTÍCIA
Rovena Rosa/Agência Brasil
FOTO: Rovena Rosa/Agência Brasil
Leitura:

Na última semana, Pernambuco recebeu um novo lote da CoronaVac, a vacina contra a Covid-19. No entanto, o Estado afirma terem sido menos doses do que o previsto. Foi por isso que, junto com os municípios, a gestão estadual recomendou na última segunda-feira (26) que as doses remanescentes sejam utilizadas para completar os esquemas vacinais, ou seja, para aplicação da segunda dose.

O Estado recomendou ainda que, mesmo que não haja estoque, os municípios devem agendar a imunização do público-alvo para a data prevista de chegada de nova remessa, que deve acontecer somente em maio. Desde o dia 17 de março, Pernambuco recebeu 1,066 milhão de doses da CoronaVac. Do total de vacinas recebidas, 596 mil foram destinadas para a primeira dose e apenas 470 mil para a segunda.

Entretanto, há um déficit de mais de 126 mil doses para completar a imunização da população no Estado. O governo esperava receber esta quantidade no dia 24 de abril, mas recebeu apenas 28,4 mil unidades. "É importante reforçar que o indivíduo que recebeu a primeira dose não perderá essa dose. A medida que cheguem mais vacinas, será finalizado o esquema, sem perda de eficácia do imunizante", frisou a superintendente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

Problema para a entrega das vacinas

Por causa deste problema de distribuição da vacina da CoronaVac pelo Governo Federal, Pernambuco decidiu que, nas próximas remessas, os imunizantes serão divididos para as duas doses. Esta é a recomendação que o Ministério da Saúde fez desde a entrega das primeiras remessas, com exceção dos quantitativos enviados entre os dias 17 e 25 de março, que serviram para uso exclusivo da primeira dose.

*Com informações do JC Online

Mais Lidas