tragédia

Tumulto em festival religioso de Israel deixa 44 mortos e mais de 100 feridos; veja imagens

Esse foi o primeiro evento em massa realizado no país desde o início da pandemia da Covid-19.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 30/04/2021 às 9:45
NOTÍCIA
 Ishay Jerusalemita/Behadrei Haredim
FOTO: Ishay Jerusalemita/Behadrei Haredim
Leitura:

Um tumulto ocorrido durante uma peregrinação judaica ortodoxa no norte de Israel, na madrugada desta sexta-feira (30), provocou a morte de ao menos 44 pessoas e outras dezenas ficaram feridas. Este foi o maior evento em massa desde o início da pandemia da Covid-19 no país.

De acordo com o UOL, informações do hospital Ziv, para onde as vítimas foram encaminhadas, afirmam que foram registradas seis mortes. No local do evento religioso as equipes de resgate constataram 38 mortes. Além disso, foi registrado que pelo menos 103 pessoas ficaram feridas.

O que provocou o acidente?

Equipes de resgate afirmaram inicialmente que uma arquibancada desabou, antes de falar em uma gigantesca "correria". Imagens publicadas nas redes sociais mostram uma procissão passando por uma multidão compacta e se aproximando de uma estrutura de metal onde os devotos estão de pé em torno de uma fogueira.

A causa específica que teria provocado a confusão ainda não foram esclarecidas, mas um socorrista no local, Yehuda Gottleib, que trabalha para o United Hatzalah, disse que viu homens "esmagados" e "inconscientes". 

 
 

Sobre a peregrinação

O evento religioso celebra o feriado judaico de Lag Baomer e ocorre em Meron, em torno do túmulo do Rabino Shimon Bar Yojai, um talmudista do século 2 que é creditado por escrever o Zohar, obra central do misticismo judaico. O Lag Baomer é uma celebração alegre que comemora o fim de uma epidemia devastadora entre os alunos de uma escola talmúdica da época.

Autoridades haviam permitido a presença de 10 mil pessoas no evento, mas a organização estima que compareceram mais de 30 mil pessoas e mais de 650 ônibus foram fretados no país para ir ao local. A imprensa local estimou um fluxo médio de 100 mil pessoas.

 

*Com informações do UOL

Mais Lidas