caso MC Kevin

Polícia apreende celulares de modelo e amigo de MC Kevin, que estavam no quarto no momento do acidente

Os dois disseram à polícia que mantiveram relações sexuais com o cantor momentos antes dele cair do 5º andar do hotel.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 18/05/2021 às 8:10
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Responsável por investigar a morte do cantor Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, o delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca) apreendeu os celulares de Bianca Domingues e de Victor Elias Fontenelle. Os dois estavam com o cantor no último domingo (16) no momento do acidente que provocou sua morte, em um hotel da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Vídeo mostra desespero de amigos de MC Kevin após queda; assista

A polícia investiga se os depoimentos dos dois corrobora com o conteúdo que será analisado nos celulares. De acordo com os investigadores, eles estavam com o MC Kevin no quarto 502. Em seus depoimentos, foi informado que o artista estava passeando no calçadão com o amigo, Victor, quando conheceram a modelo fitness, Bianca, em um quiosque. Foi então que eles a convidaram para a suíte do hotel. 

Os dois relataram nos depoimentos que os três mantiveram relações sexuais no quarto até que, perto das 19h, o MC Kevin teria ficado com receio de que sua mulher, a advogada Deolane Bezerra, chegasse ao local, tendo em vista que ela estava hospedada no mesmo hotel, no quarto 1302, alguns andares acima. Foi então que o funkeiro teria tentado pular para o apartamento de baixo pela varanda, mas acabou caindo.

MC Kevin caiu de um altura de, pelo menos, 18 metros, próximo à área da piscina. Ele chegou a ser socorrido ao  Hospital municipal Miguel Couto, mas não resistiu aos ferimentos. Na tarde da segunda-feira (17), Bianca chegou a usar as redes sociais para dizer que a morte do cantor “foi um acidente”. Ela chegou a afirmar que viu "tudo" acontecendo e não conseguia acreditar no que estava vendo.

Investigações

A 16ª DP instaurou um inquérito e já ouviu ao menos oito pessoas. Foram ouvidos a modelo, Victor, a esposa de Kevin, amigos e homens que trabalham na equipe da produção de shows do artista. Algumas das pessoas relataram que o cantor ingeriu drogas e bebida alcoólica durante o fim de semana. O Instituto Médico Legal (IML) solicitou um exame toxicológico e o Instituto Carlos Éboli realizou perícia no hotel, nos dois quartos e na área onde o funkeiro caiu.

Mais Lidas