Internacional

Adolescente usa garrafas plásticas para boiar do Marrocos até Ceuta; veja vídeo

Adolescente faz parte do grupo de mais de mais de 8 mil pessoas que tentaram entrar na Espanha pela cidade desde a segunda (17)

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 20/05/2021 às 19:34
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Um adolescente marroquino usou garrafas plásticas para chegar à costa de Ceuta, cidade da Espanha que faz fronteira com o Marrocos. Imagens mostram o adolescente chegando à praia ofegante e desesperado.
Depois de tirar as "boias", o jovem ainda correu para a praia de El Tarajal e tentou escalar um paredão, mas foi abordado por militares, que tentaram acalmá-lo, antes de levá-lo de volta à fronteira.

De acordo com o portal de notícias Bol, a polícia espanhola recolheu nesta quinta-feira (20) o corpo de uma pessoa que estava boiando e seria o segundo morto desde segunda-feira (17). Desde o início da semana, mais de 8 mil pessoas, incluindo famílias com crianças pequenas, já teriam entrado na Europa pela fronteira, a maioria delas sendo marroquinas.

Veja vídeo: 

 

Isso aconteceu devido ao relaxamento do controle da fronteira no Marrocos em uma disputa diplomática com a Espanha por conta da assistência ao líder separatista do Saara Ocidental, uma região que o país africano considera como dele. As autoridades espanholas informaram que cerca de dois terços das pessoas que tentaram entrar pela fronteira já foram enviadas de volta ao Marrocos. Porém, muitos tentaram novamente.

Confrontos na fronteira

Na noite da quarta-feira (19), em Fnideq, na costa do Marrocos, centenas de jovens marroquinos atiraram pedras nas forças de guarda de fronteira e ainda atearam fogo em uma motocicleta.

Na quinta, a Espanha acusou o Marrocos de chantagem. De acordo com o jornal Daily Mail, a Ministra de Defesa espanhola, Margarita Robles, disse que as ações do Marrocos são uma agressão às fronteiras da Espanha e da União Europeia e disse que não é aceitável colocar a vida de menores em risco.

Muitos menores

Na quinta, foi disponibilizado às famílias marroquinas que procuram os seus filhos um número de telefone com o objetivo de agilizar a busca por crianças e adolescentes que entraram na Europa desacompanhadas. É estimado que apenas esta semana cerca de 2 mil crianças entraram sozinhas pela fronteira em Ceuta.

Mais Lidas