crime

Caso Gael: mãe é denunciada pelo Ministério Público por agredir, asfixiar e matar filho de 3 anos

Também foi pedido um exame de insanidade mental da mulher.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 21/05/2021 às 10:15
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Na última quinta-feira (20), o Ministério Público (MP) denunciou Andréia Freitas de Oliveira, de 37 anos, pelo assassinato do seu filho de 3 anos de idade, Gael de Freitas Nunes. A Promotoria pediu também um exame de insanidade mental da mulher, já que testemunhas afirmaram que ela teria cometido o crime por causa de um surto psicótico.

A denúncia alega que Gael morreu asfixiado após ser agredido na cabeça no dia 10 de maio, dentro de casa, no apartamento em que morava com a mãe, a irmã dele de 13 anos e a tia-avó de Andréia, de 73 anos, no bairro Bela Vista, em São Paulo.

Foi a tia-avó quem ouviu gritos da criança na cozinha e depois viu o menino desacordado no chão. Gael chegou a ser socorrido, mas teve parada cardiorrespiratória e morreu.

Laudo necroscópico

O laudo apresentado nas investigações mostram que, além dos sinais de maus-tratos, Gael teve nariz e a boca tapados e o pescoço apertado pela mãe. A criança sofreu um traumatismo e uma fratura no crânio.

A mãe do menino está presa de forma preventiva por suspeita do crime. Um anel que ela utilizava no momento da agressão foi apreendido, por ser compatível com o ferimento causado na testa de Gael. Ela ficou em silêncio ao ser interrogada sobre o caso.

Mais Lidas