Determinação

Estudante sorteia carneiro para comprar computador e retomar mestrado

Aluno do interior do Ceará fez campanha nas redes sociais

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 01/06/2021 às 10:28
NOTÍCIA
Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoa
FOTO: Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoa
Leitura:

O engenheiro civil Ricardo Maurício, de Tabuleiro do Norte, no Ceará, passou no mestrado da Universidade Federal do Ceará, porém seu computador queimou e ele ficou impossibilitado de continuar os estudos. Então o estudante teve a ideia de sortear um carneiro para poder comprar um computador novo e continuar estudando.

O aluno fez um post nas redes sociais explicando que não tem dinheiro para custear um notebook e não tem o auxílio do mestrado. "Como filho de família humilde sou mais um pobre que tenta crescer através do estudo. Sempre gostei se estudar, meu primeiro notebook, ganhei em 2012 da prova do SPAECE, uma avaliação do Governo do Ceará", conta.

Na publicação no Instagram, que já acumula mais de 14 mil curtidas, Ricardo fala sobre a sua trajetória acadêmica e diz que sonhava com o mestrado na UFC este ano, mas encontrou dificuldades na falta de bolsas: "Fiz minha graduação de Engenharia Civil na UFERSA de Mossoró-RN, onde morava na residência acadêmica que se localizava dentro da própria instituição, dividia uma casa com 12 estudantes e foi lá onde mais aprendi e cresci como humano. Me mantinha praticamente com uma bolsa de pesquisa, me formei e desde então não consegui encontrar emprego devido o setor da construção já estar em crise ou não ter o QI (quem indique) atrelado a atual pandemia."

Ainda no post, ele explica que o bilhete do sorteio custa R$ 10 cada e, com isso, ele esperava conseguir arrecadar o valor para comprar o computador.

Nessa segunda-feira (31), Ricardo informou nos stories do seu perfil no Instagram que conseguiu arrecadar o valor do computador com apenas 3 dias de campanha, mas que permaneceu com o sorteio em aberto porque algumas pessoas continuaram interessadas em ajudar e ele usará o dinheiro excedente para se manter estudando em Fortaleza.

Veja o post:

*Com informações da UOL

Mais Lidas