economia

PIB do Brasil cresce 1,2% no 1º trimestre e volta ao patamar pré-pandemia

Os dados foram divulgados pelo IBGE.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 01/06/2021 às 10:10
NOTÍCIA
Tião Siqueira/JC Imagem
FOTO: Tião Siqueira/JC Imagem
Leitura:

Dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (1º) mostram que o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro cresceu 1,2% no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2020. Este é o terceiro resultado positivo, após os recuos apresentados no primeiro (-2,2%) e no segundo (-9,2%) trimestres do ano passado.

Com este resultado, o PIB voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia. No entanto, ainda está 3,1% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, apresentado no primeiro trimestre de 2014. Quado comparado com o primeiro trimestre de 2020, a economia cresceu 1%. Com relação aos últimos 12 meses, houve queda de 3,8% em relação ao período anterior.

Pontos que contribuíram

Os resultados apresentados vieram, principalmente, da agropecuária (5,7%), indústria (0,7%) e serviços (0,4%). "Mesmo com a segunda onda da pandemia de covid-19, o PIB cresceu no primeiro trimestre, já que, diferente do ano passado, não houve tantas restrições que impediram o funcionamento das atividades econômicas no país", afirma Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE.

Nos serviços, que contribuem com 73% do PIB, houve resultados positivos em transporte, armazenagem e correio (3,6%), intermediação financeira e seguros (1,7%), informação e comunicação (1,4%), comércio (1,2%) e atividades imobiliárias (1%). Outros serviços ficaram estáveis (0,1%).

A única variação negativa foi a da administração, saúde e educação pública (-0,6%). Não está havendo muitos concursos para o preenchimento de vagas e está ocorrendo aposentadoria de trabalhadores, reduzindo a ocupação do setor. Isso afeta a contribuição da atividade para o valor adicionado.

*Com informações do UOL

Mais Lidas