Polêmica

Iphan quer estabelecer armas de fogo como objetos de valor cultural no Brasil

Documento é assinado pelo diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização, Leonardo Barreto

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 08/06/2021 às 10:15
NOTÍCIA
Foto: Arquivo/Agência Brasil
FOTO: Foto: Arquivo/Agência Brasil
Leitura:

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) publicou uma portaria no dia 28 de maio com objetivo de estabelecer o valor cultural das armas de fogo. Foi criado um grupo de trabalho para fazer isso e esse grupo tem o prazo de 30 dias para criar uma proposta com "critérios de avaliação de armas de valor cultural, com vistas a emissão de parecer referente ao valor cultural de material bélico".

Após essa avaliação, os objetos iriam para acervos de museus ou descartados. O documento é assinado pelo diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização, Leonardo Barreto. Essa portaria é um dos seus primeiros atos.

Composição do grupo

O grupo é composto por duas pessoas: o professor do mestrado do Iphan Adler Homero Fonseca de Castro, com publicações sobre história militar e história do armamento e pesquisador do Centro de Pesquisa em História Militar do Exército; e José Neves Bittencourt, membro do Iphan em Minas Gerais.

*Com informações da Folha de São Paulo

Mais Lidas