medidas restritivas

Com fim das restrições previsto para domingo, Pernambuco se prepara para novo anúncio sobre medidas

Expectativa é de novo prolongamento e adoção de medidas mais rígidas em mais cidades.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 09/06/2021 às 11:20
NOTÍCIA
Helia Scheppa/ SEI
FOTO: Helia Scheppa/ SEI
Leitura:

No próximo domingo, dia 13 de junho, se encerra o prazo estabelecido pelo Governo de Pernambuco através de decreto estabelecendo medidas restritivas para funcionamento de atividades econômicas e sociais. A expectativa é de que até a próxima quinta-feira (10) seja anunciado como ficará o Plano de Convivência a partir da segunda-feira (14).

Entenda como estão as restrições em Pernambuco até 13 de junho

Assim como ocorreu no mês de junho de 2020, há possibilidade de haver um novo prolongamento, adoção de medidas mais rígidas em determinadas localidades e alguma eventual flexibilização, de acordo com o Jornal do Commercio. A questão é que, mesmo diante da adoção de medidas restritivas nos últimos dias, o registro de casos de Covid-19 continua crescendo no Estado, o que pode levar o governo a adotar estratégias para frear a doença em outras cidades.

No decreto que começou a valer no dia 26 de maio, o Governo de Pernambuco determinou a suspensão de atividades econômicas e sociais consideradas não essenciais em 65 cidades do Agreste. Este decreto era válido até 6 de junho, mas no dia 2 de junho foi prorrogado por mais 11 dias, até o dia 13, próximo domingo.

Com a última prorrogação, anunciada pelo governo na última semana, as medidas já implementadas no Estado seguiram vigentes e 35 municípios da 3ª macrorregião passaram a enfrentar quarentena mais rígida nos finais de semana. A região contempla as VI, X e XI Gerências Regionais de Saúde (Geres), com sedes em Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, no Sertão. Com as medidas, esses municípios adotaram as mesmas restrições para os RMR e municípios da Zona da Mata.

Casos em Pernambuco

Pernambuco continua com alta taxa de ocupação de leitos hospitalares da rede pública. De acordo com os dados do boletim epidemiológico divulgado na terça-feira (8), 97% dos leitos de UTI estão ocupados. Os leitos de enfermaria estão com taxa de ocupação de 82%. Na rede privada, 88% dos leitos de UTI e 64% dos leitos de enfermaria estão ocupados.

Ainda na terça-feira, foram registrados 111 novos óbitos nas últimas 24h, o maior índice do ano de 2021 e 6º maior desde o início da pandemia, em março de 2020. Pernambuco agora totaliza 16.468 vidas perdidas para a doença.

Mais Lidas