vacinação

Saiba quem poderá receber a vacina Sputnik V; primeiras doses chegam em julho

Com restrições impostas pela Anvisa, apenas 1% da população poderá receber o imunizante

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 16/06/2021 às 10:40
NOTÍCIA
Reuters/Direitos reservados
FOTO: Reuters/Direitos reservados
Leitura:

Na última terça-feira (15), o governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), afirmou que as vacinas Sputnik V, contra a Covid-19, serão enviadas ao Brasil no começo do mês de julho. Dias divulgou que na próxima semana será divulgado um cronograma para as entregas.

O governador, que também é coordenador da temática Estratégia para a vacina contra a Covid-19 do Fórum de Governadores do Brasil, fez a declaração após participar de uma reunião com os membros do Fundo Soberano Russo.

“Na agenda, o Consórcio dos Governadores do Nordeste e da Região da Amazônia, ficou acordado que iremos manter o contrato de trinta e sete milhões de doses. A partir da próxima semana iremos apresentar um cronograma”, disse Wellington Dias.

Quem poderá tomar a vacina?

No último dia 4 de junho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a importação das vacinas Sputnik V e Covaxin em caráter excepcional. No entanto, foi estabelecida uma série de limitações quanto ao uso desses imunizantes no país.

Entre os critérios estabelecidos, ficou decidido que só podem tomar a vacina adultos, de 18 a 60 anos, sem comorbidade e ainda não vacinados. Além disso, ficou determinado o monitoramento dos resultados e o público-alvo foi restrito a no máximo 1% da população neste momento.

Quantas doses cada estado vai receber?

Cada Estado vai receber o suficiente para a imunização em duas doses de 1% da população. Confira:

• Pernambuco: 192 mil doses;
• Bahia: 300 mil;
• Maranhão: 141 mil;
• Sergipe: 46 mil;
• Ceará: 183 mil;
• Piauí: 66 mil doses.

Mais Lidas