Histórias

Causos de São João: banda Fulô de Mandacaru relembra show em que "deu tudo errado"

Calça esquecida, falta de energia, pneu estourando e outros perrengues são lembrados pelo grupo

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 25/06/2021 às 12:55
NOTÍCIA
Janaina Pepeu/divulgação/Prefeitura de Caruaru
FOTO: Janaina Pepeu/divulgação/Prefeitura de Caruaru
Leitura:

A banda Fulô de Mandacaru também tem muitas histórias divertidas de São João. O grupo relembrou um show que fez há muitos anos, em que várias coisas deram errado e eles tiveram que enfrentar vários imprevistos em uma única noite durante a apresentação e até mesmo depois dela.

O grupo conta que na época do ocorrido ainda não tinham uma equipe para ajudar a carregar as coisas para ir ao local do show. Eles foram fazer uma apresentação em um distrito muito distante, onde não costumava ocorrer muitos shows. "Naquela época a gente rodava em uma kombi. O motorista sempre esquecia alguma coisa. Na hora de trocar de roupa para fazer o show, Armandinho chega e diz 'cadê as minhas calças?'. Nós não sabíamos. Nosso baterista, faltando meia hora para o show, estava usando roupas praticamente sociais e emprestou a calça para Armandinho e ele trocou pelo short do baterista. Armadinho fez o show usando a calça que era o triplo do tamanho dele", contam aos risos.

Mas os imprevistos não param. Após aproximadamente uma hora de show, faltou energia e a banda não tinha gerador. Quando a luz voltou, eles puderam continuar, mas quem disse que não haveriam mais surpresas? "Com mais ou menos três horas de show, o prato da bateria saiu voando para o meio do povo, fazendo o maior barulho. Quando deu quatro horas de show, chegou o contratante, bêbado, e disse 'eu só pago se tocar mais uma hora'. Hoje a gente toca muito mais, mas naquela época a gente não era acostumado", relembram.

A volta para casa também não foi fácil. A kombi quase atolou por causa de uma chuva. "Quando chegamos na BR, a gente ainda encontrou um cadáver todo enrolado em um plástico na pista, o motorista puxou a direção de repente e quase capotamos. Quando chegamos em Camocim, o pneu estourou e o motorista esqueceu de levar o macaco. A gente teve que suspender a kombi para trocar. Quando estávamos próximos de Caruaru, o outro pneu estourou. Nesse dia, quase desistimos de trabalhar com música", finalizam.

Veja o vídeo completo:

Mais Lidas