desfecho

Veja onde Lázaro Barbosa foi capturado e os últimos passos do 'serial killer de Brasília'

Lázaro foi morto em confronto com a polícia depois de ser localizado na casa de uma ex-sogra.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 28/06/2021 às 11:35
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Na manhã desta segunda-feira (28), Lázaro Barbosa, que ficou conhecido como "serial killer de Brasília", foi capturado e morto. O homem estava foragido e mobilizou um efetivo de quase 300 policiais, que o procuraram em dezenas de propriedades rurais. 

Onde Lázaro Barbosa foi capturado?

Lázaro foi localizado no bairro de Itamaracá, na cidade de Águas Lindas de Goiás, nos arredores do Distrito Federal. Nos minutos antes da captura, Lázaro resistiu. A polícia informou que houve troca de tiros entre ele e os agentes, mas ele acabou sendo baleado. O SBT divulgou que acredita-se que ele estava tentando se despedir de um filho na casa de uma ex-sogra na localidade onde foi encontrado.

Lázaro havia sido visto no domingo (27), à noite. Na madrugada desta segunda-feira (28), dezenas de viaturas e dois helicópteros foram até Águas Lindas de Goiás para realizar buscas, mas foi somente à luz do dia que o "serial killer de Brasília" foi localizado.

Ainda não foi esclarecido se a ex-sogra e a ex-mulher do criminoso ajudaram ele na fuga. Policiais afirmaram que, ao se aproximarem da casa, Lázaro percebeu a movimentação e fugiu pela mata. No entanto, os policiais conseguiram localizá-lo e capturá-lo.

O homem chegou a ser socorrido em uma viatura do Corpo de Bombeiros e um vídeo mostra o momento da captura. Lázaro chegou a dar entrada no hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

*Com informações da Rádio Jornal

Quem era Lázaro Barbosa?

Lázaro tinha 32 anos e nasceu na cidade de Barra do Mendes, no sudoeste da Bahia. Seus primeiros registros na ficha criminal foram aos 19 anos de idade. A extensa lista inclui homicídio, estupro, roubo, latrocínio e porte ilegal de arma de fogo. 

Um laudo criminológico divulgado pelo G1 aponta que o homem tem uma personalidade agressiva, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade, instabilidade emocional, possibilidade de ruptura do equilíbrio, preocupações sexuais e sentimentos de angústia”. 

As autoridades afirmam que Lázaro tem total consciência de suas ações, o que o caracteriza como assassino em série. “Percebe-se que todos os crimes cometidos estão diretamente relacionados à dependência química, fato do qual o periciando não tem autocontrole, haja vista uso abusivo de bebida alcoólica antes de sua reclusão e vício no crack após a prisão”.

Quais são os crimes de Lázaro?

Em 2009, de acordo com o Diário do Nordeste, Lázaro foi detido por porte ilegal de arma de fogo, estupro e roubo, no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília. Na penitenciária ele foi diagnosticado como 'psicopata impressível', por apresentar comportamento agressivo, impulsivo e instabilidade emocional. Em 2014 ele foi liberado para regime semiaberto e em 2016 se tornou foragido da Justiça. 

Após anos foragido, Lázaro foi indiciado pelo roubo de quatro idosos e tentativa de latrocínio, em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás. Ele também teria tentado estuprar uma mulher de 39 anos no Distrito Federal. No dia 17 de maio, ele teria invadido uma chácara e feito os moradores de reféns no local.

Lázaro é o principal suspeito de matar uma família inteira no Distrito Federal, no dia 9 de junho, no bairro Cielândia. Foram mortos Cláudio Vidal, de 48 anos, e seus dois filhos, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Três dias depois, no dia 12 de junho, o corpo da a mãe da família, Cleonice Marques, de 43 anos, foi encontrado próximo a um córrego. A polícia acredita que Lázaro tenha carregado consigo o corpo da mulher após matar a família dela. O corpo foi encontrado com diversos cortes e estava nu. Nesse mesmo dia, o suspeito baleou três pessoas durante uma fuga.

Após a chacina, Lázaro teria invadido casas da região, fez reféns, incendiou carros e reagiu às autoridades policiais. No último dia 15 de junho, ele fez uma família de refém e trocou tiros com a polícia.

Mais Lidas