Economia

Quase 70% das famílias brasileiras estão endividadas

Essa foi a maior proporção de famílias com endividadas em mais de uma década

Equipe NE10 Interior
Equipe NE10 Interior
Publicado em 01/07/2021 às 19:17
NOTÍCIA
Edmilson Tanaka/Prefeitura de Caruaru
FOTO: Edmilson Tanaka/Prefeitura de Caruaru
Leitura:

O número de famílias brasileiras que estão endividadas chegou a quase 70%. Isso representa a maior proporção em mais de uma década. As informações são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), através da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic).

Os dados de junho de 2020 foram os maiores registrados desde que a pesquisa foi criada, em 2010, batendo o recorde, com 69,7% de brasileiros possuindo alguma dívida. O número foi 1,7% maior do que o registrado em maio de 2021 e 2,5% maior do que o mesmo período do ano passado.

Para a pesquisa foram consideradas contas em aberto no cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, crédito consignado, prestação de caso ou casa, cheque especial e empréstimo pessoal.

A inadimplência (falta de pagamento) também piorou no mês de junho, com 25,1% das famílias possuindo contas em atraso. O número foi um pouco menor que no mesmo período de 2020, onde 25,4% estavam com dívidas atrasadas. A pesquisa mostrou ainda que houve um aumento de famílias que informaram não ter condições de pagar as dívidas, de 10,5% em maio para 10,8% em junho.

Já a porcentagem de pessoas que se declararam muito endividadas aumentou de 14,6% para 14,7%, maior número desde julho de 2020. Os motivos para esses dados, de acordo com a CNC, é que o orçamento familiar está sendo comprometido por conta da inflação elevada e da redução do auxílio emergencial. As famílias com mais dívidas são as que possuem uma menor renda.

A economista Izis Ferreira, que foi a responsável pela pesquisa, informou ainda que o tempo médio de comprometimento com as dívidas também aumentou. Essa é uma tendência vista desde o mês de abril deste ano. Isso por causa de políticas de renegociação de dívidas e redução dos juros.

*Com informações do Leia Já

Mais Lidas