Covid-19

Avô de Henry Borel morre com Covid-19; homem acreditava na inocência da mãe do menino

O idoso estava internado em um hospital particular do Rio.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 12/07/2021 às 10:40
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

O Avô materno de Henry Borel, Fernando José Fernandes da Costa e Silva, morreu na noite do domingo (11) com Covid-19. O funcionário civil da Aeronáutica, pai de Monique Medeiros, estava internado em um hospital particular, em Bangu, no Rio de Janeiro, e não resistiu às complicações de saúde provocadas pela doença. 

Monique e o namorado, o médico e ex-vereador Jairo de Souza Santos, o Dr. Jairinho, são réus por tortura e homicídio triplamente qualificado contra Henry, coação no curso do processo e fraude processual. A mulher está presa no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói.

Avô acreditava em inocência

O idoso, que já tinha problemas de saúde que foram agravados com o coronavírus, disse em depoimento que chegou receber um telefonema da filha na noite em que Henry foi levado para o Hospital Barra D’Or com dificuldades para respirar, na madrugada de 8 de março.

Monique chamava o idoso de “papy”. Ela disse em mensagem no dia 15 de março: “Devo merecer o que está acontecendo. Tudo foram escolhas minhas. Agora estou colhendo. Me sinto muito culpada.” O respondeu: “Todos nós erramos.” 

Em entrevista ao "Fantástico", o avô de Henry Borel disse acreditar na inocência de Monique e de Jairinho. "Eu acredito que ainda têm dois inocentes, tá? Mas isso ainda pode ser provado e vou esperar, aguardar. Minha filha tá presa, tem um monte de irregularidades, não posso comentar a respeito agora para não atrapalhar a investigação".

Mais Lidas