Saúde

Recuperados da Covid-19 podem ter sequelas no coração? Entenda

Cardiologista falou sobre o assunto na Rádio Jornal Garanhuns

Samara Pontes
Samara Pontes
Publicado em 13/07/2021 às 19:00
NOTÍCIA
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

O cardiologista Célio Cabral participou do programa Consultório dessa sexta-feira (9) e abordou o tema das sequelas cardíacas da Covid-19. O convidado falou dos efeitos cardiovasculares da doença e os cuidados que o paciente deve tomar após a infecção. A entrevista foi ao ar pela Rádio Jornal Garanhuns.

O profissional iniciou a conversa explicando que não é só o coronavírus que traz consequências à saúde cardíaca: "Vírus muito menos agressivos podem acometer o coração, imagina um vírus tão letal como o da Covid. Quem já tem algum problema importante pode ter sequelas mais difíceis de tratar depois ou infelizmente vir a óbito, assim como pacientes que não apresentavam sintomas de doenças cardiovasculares e depois da doença foram diagnosticados com alguma patologia. Acontece, mas os casos não são a maioria", disse.

Ainda de acordo com o cardiologista, o vírus pode atingir o músculo, a válvula, a parte elétrica do coração, entre outras. "Cada parte do órgão vai gerar um problema específico. A pessoa pode desenvolver um sopro, uma miocardiopatia dilatada, entre outras doenças; mas quanto mais leve for o quadro, menos chance de haver sequelas importantes. Consequentemente, quem precisou ser intubado, ou foi internado, precisa de uma atenção quando à essas repercussões", ressalta.

O especialista também orientou a importância de realizar exames específicos depois da doença, especialmente quem apresentou quadros mais severos. Na dúvida, melhor investigar procurando um cardiologista e/ou um pneumologista.

Veja a entrevista completa:

Mais Lidas