Notícias

Antônia Fontenelle será investigada por falas xenofóbicas

O caso será investigado pela Polícia Civil da Paraíba por usar “expressões aparentemente preconceituosas e xenofóbicas”

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 15/07/2021 às 18:22
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

A Polícia Civil da Paraíba determinou na tarde desta quinta-feira (15) a abertura de investigação contra a apresentadora Antônia Fontenelle, por usar “expressões aparentemente preconceituosas e xenofóbicas” contra o músico DJ Ivis, que foi preso na quarta-feira (14).

O delegado responsável pelo caso, Pedro Ivo, informou ao UOL que as expressões usadas pela apresentadora, como ‘esse Paraíba’ e 'paraíba', caracterizam crime. Como previsto no artigo 20 da Lei 7716 de 1989, a chamada Lei do Racismo, que prevê penas para condutas criminosas de intolerância em geral.

A apresentadora Antônia Fontenelle, criticou o músico DJ Ivis, depois da repercussão do caso da agressão contra sua ex-mulher, Pamella Holanda. E utilizou uma expressão que provocou polêmica nas redes sociais. Para xingar Ivis, Antônia disse que ele é um "paraíba".

Após ser procurada pela equipe da UOL, Antonia Fontenelle enviou um pronunciamento de seu advogado:

"A Antonia está sendo vítima de calúnia, pois teve a fala deturpada e retirada de um contexto, quando manifestou indignação nas redes sociais a respeito da violência doméstica praticado pelo DJ Ivis contra a esposa, fato divulgado em mídia nacional. Ela jamais teve a intenção de ofender o povo da Paraíba, apenas manifestou opinião sobre o covarde comportamento de um paraibano em específico, do qual temos certeza que não é orgulho para nenhum de seus conterrâneos no momento. O Delegado que determinou a instauração do inquérito policial certamente está sendo induzido a erro, mudaram o foco da questão. Com a investigação será elucidado o fato específico, minha cliente não cometeu o suposto crime alegado. A situação vem causando um abalo imensurável a honra de Antonia, e eventual denunciação caluniosa será apurada, sob as penas da Lei."

*Informações da UOL

Caso DJ Ivis:

O DJ Ivis foi preso na tarde dessa quarta-feira (14) após a divulgação de vídeos em que aparece agredindo a ex-esposa, Pamella Holanda. De acordo com informações repassadas pelo secretário de Segurança, Sandro Caron, durante uma coletiva da polícia, o músico já estava sendo monitorado pela polícia antes da prisão para evitar fuga.

Ainda segundo o secretário, entre a expedição do mandado de prisão e a captura do DJ houve um intervalo de 10 minutos. O homem foi conduzido para a Delegacia de Eusébio, onde ficou em silêncio. Ele passou por exames periciais e está aguardando a audiência de custódia.

No último domingo (11), a ex-esposa do DJ Ivis, Pamella Holanda, divulgou vários vídeos nas redes sociais em que mostram agressões do músico contra ela. Algumas das imagens mostram as agressões em frente a filha do casal, de 9 meses de idade. Desde então, o caso viralizou na internet.

Mais Lidas