Policial

Ex-namorada da traficante “Hello Kitty” morta no Rio de Janeiro, faz homenagem em redes sociais

Hello Kitty foi morta após confronto com a Polícia na ultima sexta-feira (16)

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 18/07/2021 às 11:37
NOTÍCIA
Reprodução/Instagram e Facebook
FOTO: Reprodução/Instagram e Facebook
Leitura:

Na última sexta-feira(16), Rayane Nazareth Cardozo da Silveira, de 20 anos, conhecida como “Hello Kitty" foi morta após uma troca de tiros em uma operação da Polícia Militar. Sua ex-namorada, DJ Isa, fez uma homenagem em suas redes sociais após a morte da traficante. 

Em uma foto compartilhada por Isa, aparece uma camisa com o nome de Rayane, com uma declaração. "Não existem distâncias quando alguém significa tudo para você. Você se foi, mas ainda te sinto comigo em todos os lugares que eu vou. Eu te carrego do lado esquerdo do peito. Sorrio sozinha sempre que penso em você" e finalizou com “Te amarei eternamente.” 

O Relacionamento aconteceu em 2020. A funkeira também defendeu a ex-namorada em publicações em suas redes sociais: "Todo mundo tem defeito, todo mundo erra. Gente, fala que ama hoje! Peça perdão, vença o orgulho porque a vida é um sopro”, declarou.

Rayane Nazareth Cardozo da Silveira, era conhecida como “Hello Kitty", foi a gerente do tráfico em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. A jovem era uma das criminosas mais procuradas do Estado. Em uma campanha do Disque Denúncia, foram oferecidos R$ 1 mil por informações que levassem aos dois.

Hello Kitty era o braço direito do homem apontado pela polícia como chefe do tráfico do Salgueiro, seu pai, Alessandro Luiz Viera Moura, que também morreu na operação. A família era evangélica e ela chegou a cantar na igreja antes de ser uma das mais procuradas do Estado.

Morte; 

Segundo informações da PM do Estado do Rio de Janeiro, após denúncias de que uma família estaria sendo feita de refém na comunidade do Itaoca, no complexo do Salgueiro, a operação foi iniciada. Em meio a ação, houve troca de tiros entre policiais e traficantes que resultaram na morte de Hello Kitty e seu pai.

Hello Kitty entrou na mira da polícia após ser identificada por uma série de roubos na Região Metropolitana do Rio e era investigada por crimes como roubos e homicídios. 

*Informações do Jornal do Commercio 

Mais Lidas