menu

Contestação do auxílio emergencial pode ser feita até o dia 24; veja o passo a passo

Os trabalhadores que tiveram o benefício negado podem contestar através do site.

Alguns usuários do Caixa Tem tiveram contas bloqueadas
Ainda é possível contestar o auxílio emergencial (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os trabalhadores que se cadastraram para receber o Auxílio Emergencial 2021 pelos meios digitais e tiveram o benefício negado na revisão mensal realizada em julho, têm até as 23h59 de sábado (24) para fazer a contestação

Mensalmente os CPFs dos beneficiários são analisados pelo Ministério da Cidadania para conferir se ainda atendem aos critérios previstos na lei para receber o auxílio. O objetivo do governo é de impedir fraudes e a contestação visa permitir que as pessoas possam pedir uma nova análise com base em informações mais atualizadas.

Como fazer a contestação do auxílio emergencial?

O requerimento deve ser feito através do site do Ministério da Cidadania https://consultaauxilio.cidadania.gov.br. Ao ingressar, o beneficiário deve clicar na aba correspondente ao Auxílio Emergencial 2021 e clicar em "contestar". Depois disso, é só aguarda para que seja realizada uma nova análise sobre a situação do benefício. 

Se a razão do cancelamento permitir contestação, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e o trabalhador poderá voltar a receber, caso seja aprovado o pedido. Caso conste que a aprovação foi negada por algum motivo de indeferimento definitivo, não é possível apresentar contestação. Além disso, se a pessoa tinha ficado inelegível antes e já contestou, não pode contestar novamente.