Saúde

Vai viajar? Saiba quais são as regras para aceitação de brasileiros na Europa

Diversos países estão com restrições por causa da pandemia da covid-19

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 02/08/2021 às 11:45
NOTÍCIA
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Se você pretende viajar para a Europa, é necessário ficar atento às regras definidas pelos países durante a pandemia da covid-19. Muitos brasileiros tiveram a entrada vetada por causa do vírus, do ritmo da vacinação no país e a circulação de variantes, mas alguns países reabriram as fronteiras seguindo requisitos.

Confira algumas regras para aceitação de brasileiros na Europa:

Alemanha

O país decidiu proibir a entrada de turistas do Brasil e outros países com presença de variantes da covid-19. Há exceções para cidadãos alemães e seus cônjuges, companheiros e filhos menores; e pessoas que tenham residência e direito de permanência na Alemanha assim como seus cônjuges, companheiros e filhos menores.

Além disso, também são exceções os turistas que farão conexão em um aeroporto da Alemanha e que tenham como destino países de dentro e de fora do Espaço Schengen com voo nas próximas 24 horas; profissionais do setor de transporte; profissionais de saúde; pessoas que viajam para a Alemanha por razões humanitárias comprovadas; membros de missões diplomáticas estrangeiras ou de representação consular; e outros.

Os passageiros a partir de seis anos de idade devem apresentar um comprovante de teste negativo do tipo PCR feito até 72 horas antes da data de entrada. No caso do teste rápido de antígeno, ele pode ser feito até 24 horas antes da data de entrada.

Mais informações e regras: site da Embaixada da Alemanha.

Espanha

Os voos diretos para a Espanha só podem ter cidadãos espanhóis e andorranos, assim como residentes em ambos os países ou passageiros em trânsito internacional para uma nação que não pertence ao Espaço Schengen com conexão menor que 24 horas.

O país vai permitir a entrada de brasileiros a partir desta terça-feira (3). Porém, é importante estar atento: a liberação será apenas a brasileiros totalmente vacinados que sejam membros da família de cidadãos espanhóis e portadores de vistos de longa duração.

É preciso ter quarentena obrigatória de dez dias para pessoas vindos de países de alto risco, como o Brasil, e apresentar um teste negativo de PCR.

Todas as vacinas que estão sendo aplicadas no Brasil são aceitas na Espanha.

Mais informações e regras: site da Embaixada da Espanha no Brasil.

Finlândia

A Finlândia reabriu as fronteiras no dia 26 de julho para todos os turistas, incluindo brasileiros, que estiverem com a vacinação completa.

Também é permitida a entrada de cidadãos finlandeses e familiares do núcleo familiar; cidadãos da União Europeia com residência na Finlândia e familiares do núcleo familiar; cidadãos de países terceiros com autorização de residência na Finlândia; estrangeiros de qualquer nacionalidade que estejam em um relacionamento com um cidadão finlandês ou estrangeiro residente na Finlândia; estrangeiros com outras razões essenciais.

Os passageiros acima de 16 anos devem apresentar um dos documentos a seguir no aeroporto de Helsinque: Comprovante de vacinação completa; Comprovante da primeira dose; Teste negativo PCR ou antígeno feito 72 horas antes da entrada na Finlândia; Laudo com diagnóstico de Covid-19 nos últimos seis meses.

Mais informações e regras: site da Embaixada da Finlândia no Brasil.

França

A França liberou a entrada de passageiros brasileiros totalmente vacinados com imunizantes reconhecidos pela Agência Europeia de Medicamentos. Quem estiver vacinado não deverá cumprir quarentena ao desembarcar. Os brasileiros deverão apresentar comprovante de vacinação e uma declaração na qual garantem não apresentar nenhum sintoma de Covid-19 e não terem tido contato com pessoas infectadas.

Para os passageiros não vacinados (ou que receberam vacina que não seja reconhecida pela Agência Europeia de Medicamentos) é preciso apresentar documento que comprove o motivo da viagem, teste PCR ou de antígeno com resultado negativo feito 48 horas antes do embarque.

Mais informações e regras: site da Embaixada da França no Brasil.

Holanda

Estão liberados para entrar no países apenas cidadãos de nacionalidade holandesa, cidadãos estrangeiros que possuam permissão de residência válida; nacionais de um país da União Europeia ou do Espaço Schengen e equipes médicas, marítimas e tripulantes de companhias aéreas.

Os passageiros brasileiros a partir de 12 anos devem apresentar um teste negativo de Covid-19. Além disso, deverão ter a "declaração de quarentena" preenchida e assinada; e fazer uma quarentena de dez dias na Holanda.

Mais informações e regras: site do governo da Holanda.

Irlanda

O país permite a entrada de turistas brasileiros. Quem estiver totalmente vacinado contra covid-19 deve apresentar resultado negativo de teste PCR feito menos de 72 horas antes da chegada ao país e fazer quarentena. A Irlanda aceita as vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos.

O passageiro que não foi totalmente vacinado deve apresentar um teste PCR negativo realizado menos de 72 horas antes de entrar no país e deve fazer 14 dias de quarentena em um dos hotéis autorizados pelo governo irlandês.

Mais informações e regras: site do governo da Irlanda.

Itália

O país proibiu a entrada de pessoas que tenham permanecido ou transitado no Brasil nos 14 dias antes da viagem. A entrada só é permitida a pessoas com residência oficialmente fixada e registrada na Itália anterior a 13 de fevereiro de 2021; pessoas que devem alcançar domicílio, residência ou habitação de filhos menores, cônjuge ou parte de união civil; pessoas em condições de absoluta necessidade autorizados pelo Ministério da Saúde.

Mais informações e regras: site da Embaixada da Itália no Brasil.

Portugal

Brasileiros não podem entrar em Portugal, só são liberados para viagens consideradas essenciais, por razões de saúde ou por razões humanitárias.

É preciso apresentar comprovante de teste negativo de amplificação e ácidos nucleicos (TAAN) ou de teste rápido de antígeno (TRAg). Os testes rápidos de antígeno que estão na lista comum de testes rápidos de antígenos do Comitê de Segurança da Saúde da União Europeia são permitidos.

Os passageiros devem preencher de forma online os documentos Travel-SEF e o questionário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Mais informações e regras: site da Embaixada de Portugal no Brasil.

Reino Unido

O passageiro só pode entrar no país se fore cidadão britânico ou irlandês, ou se tiver direito de residência no Reino Unido. Passageiros a partir dos 11 anos de idade devem fazer um teste de Covid-19 nas 72 horas anteriores ao embarque; ficar dez dias em quarentena em um dos hotéis autorizados pelo governo britânico; preencher o formulário "Passenger Locator"; realizar mais dois testes de covid-19 (um até o segundo dia de isolamento e outro no 8º dia ou após cumprir quarentena).

Mais informações e regras: site do governo do Reino Unido.

Suíça

Apenas cidadãos suíços, da União Europeia/Associação Europeia de Comércio Livre, pessoas que têm autorização de residência suíça e viajantes totalmente vacinados (incluindo brasileiros) poderão entrar no país.

Os imunizantes aceitos são aqueles aprovados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os viajantes podem apresentar o comprovante de vacinação.

Segundo informações do site da Embaixada da Suíça no Brasil, as restrições de entrada continuam em vigor para estrangeiros não vacinados que não têm direito à livre circulação e que desejam entrar em estados e regiões de risco e não pertencem a uma categoria de exceção.

Mais informações e regras: site da embaixada suíça no Brasil.

*Com informações do G1 Mundo

Mais Lidas