imunização

No Recife, 156 pessoas foram para o fim da fila porque quiseram escolher marca da vacina contra Covid-19

A punição faz com que as pessoas fiquem 60 dias sem poder remarcar uma nova data para a vacinação.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 04/08/2021 às 12:45
NOTÍCIA
Jailton Jr/JC Imagem
FOTO: Jailton Jr/JC Imagem
Leitura:

Na capital pernambucana, 156 pessoas foram relocadas para o fim da fila da vacinação contra a Covid-19 porque quiseram escolher a marca da vacina. A punição no Recife começou a valer no dia 7 de julho e prevê que as pessoas que se recusarem a receber um determinado imunizante no local da vacinação vão ficar 60 dias sem poder marcar novamente através do Conecta Recife.

Os chamados 'sommeliers de vacina' são 0,8% do total de imunizados na capital, um número considerado baixo. "Com o decreto, que prevê que as pessoas fiquem bloqueadas por 60 dias para reagendar a vacinação, o número de desistentes diminuiu", disse a secretária-executiva de Planejamento da Saúde do Recife, Yluska Reis, em entrevista à Rádio Jornal.

Imunização

A cidade tem 1.237.614 pessoas acima dos 18 anos que estão aptas a receber a vacina contra a Covid-19. Destas, 912.816 já foram vacinadas com pelo menos uma dose e 417.507 completaram o esquema vacinal com as duas doses ou com a vacina de dose única.

Nas redes sociais, a Prefeitura do Recife reforça a importância de se vacinar quando chegar o momento, independente do fabricante da vacina. "Quando chegar a tua vez, não fica com melindre. Vacina boa é vacina no braço".

Mais Lidas